Conectado por
Governo de Rondônia

Direto de Brasília

“Pretendo ir a todos os debates”, diz Bolsonaro ao relembrar facada


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quarta-feira (12/1) que ‘pretende ir a todos os debates’ deste ano eleitoral. O chefe do Executivo alegou que não compareceu em 2018 porque recebeu uma facada durante campanha em Juiz de Fora (MG).

“Eu pretendo ir a todos os debates”, garantiu. “Em 2018, eu compareci a dois e, depois, eu tive uma crise, eu levei uma facada, eu sobrevivi por milagre”, completou, em entrevista à Gazeta Brasil.

“Pode ter certeza, quando compararmos, em especial no momento do debate, estarei muito melhor preparado, obviamente. Eu não vou ficar na armadilha de ficar discutindo, ali, besteira. A gente vai responder realmente o que nós fizemos e o que estamos deixando para o Brasil”.

No último dia 10, Bolsonaro disse que não será encurralado nos debates e que surpreenderá. “Eu acredito que a gente está em condições de, por ocasião das eleições, praticar um bom debate. Eu acho que os debatedores vão se surpreender achando que vão me encurralar. Muito pelo contrário: temos muito o que falar, apresentar de entrega que fizemos”, afirmou na ocasião.

Já em novembro do ano passado, ele afirmou que pretende participar dos debates eleitorais de 2022, desde que não seja questionado a respeito de familiares e amigos. O chefe do Executivo alegou que esse tipo de pergunta “não vai levar a lugar nenhum”.

“É para falar do meu mandato. Até a minha vida particular, fique à vontade. Mas que não entrem em coisas de família, de amigos, porque vai ser algo que não vai levar a lugar nenhum”. Com a restrição, Bolsonaro quer evitar questionamentos sobre as investigações que envolvem seus filhos e amigos da família. O senador Flávio Bolsonaro (PL) e o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) são suspeitos de esquema de “rachadinha”, mas negam as acusações.

“Eu pretendo participar de debates. Não pude da última porque estava convalescendo ainda (por conta da facada). Da minha parte, não vai ter guerra. Eu tenho quatro anos de mandato para mostrar o que fiz. Agora, eu não posso aceitar provocação, coisas pessoais, porque daí você foge da finalidade de um bom debate”, concluiu na data.

Correio Braziliense

Publicidade
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento