Conectado por

AL/MT

Presidente da ALMT Max Russi articula CPI para investigar atraso nas obras na BR-163; custo de R$ 500 mi por ano


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

O deputado estadual Max Russi (PSB), presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), está em busca de assinaturas para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as obras na Rodovia BR-163 em Mato Grosso, que, segundo ele, tem custado R$ 500 milhões por ano. O parlamentar disse que, apesar de ser uma obra federal, ela ocorre dentro do Estado de Mato Grosso e não há razão para a demora na conclusão.

“Porque não é possível, cinco anos, já venceu em 2019, deveria estar pronta e nós não vemos avanço nessa obra. R$ 500 milhões por ano estão saindo do bolso do contribuinte entrando pra concessionária e não tem solução. Eu quero uma solução definitiva”, disse o presidente.

Max Russi afirmou que já está colhendo assinaturas para a abertura da CPI. O parlamentar quer saber o motivo da demora e quem está se beneficiando com isso. Ele citou que o trecho que vai para Rondonópolis, por exemplo, já foi entregue e em boas condições.

“Não vi ninguém contrário. Mesmo sendo uma obra federal, responsabilidade do Governo Federal, mas a Assembleia tem responsabilidade também, a obra está dentro do Estado. Nós vamos investigar quem está ganhando com a não execução dessa obra, porque eu não consigo entender diferente, são R$ 500 milhões que está entrando […] A CPI eu acho que vai ser um caminho sem volta”, afirmou o deputado.

Olhar Direto

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Publicidade
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento