Conectado por

Agronegócios

Presidência da Câmara do boi poderá ser ocupada por produtor do MT, MS ou PA


Compartilhe:

Publicado por

em

A Câmara Setorial da Bovinocultura de corte, com assento no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), deverá ser conduzida por algum empresário do ramo. E mais ainda escolhido entre os estados do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Pará.

Isso se a ministra Tereza Cristina aceitar a sugestão do atual presidente, Sebastião Guedes, que tem mandato até setembro, mas que deverá permanecer um pouco mais.

“A ministra pediu para eu ficar um pouco mais até para ela escolher bem e com calma, inclusive também, entre suas análises, a que eu indiquei, um sucessor para essa importante tarefa”, informou Guedes.

Vice-presidente do Conselho Nacional da Pecuária de Corte (CNPC) e veterano membro da cadeia da bovinocultura, Sebastião Guedes pensa que a Câmara deve ter na presidência um produtor, para dar maior envergadura à representatividade que o setor necessita “diante dos desafios”.

E representante de qualquer daqueles estados, onde hoje estão os maiores rebanhos nacionais, em contraposição à origem de Guedes, São Paulo, onde a pecuária perdeu importância para “cana e laranja”, completa.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *