Conectado por
Governo de Rondônia

Mato Grosso

Prefeitura impõe rígido toque de recolher para impedir avanço da Covid-19 em cidade de MT

Publicado por

em


Continua após a publicidade

O prefeito Roberto Dorner decretou para a próxima sexta-feira (05) o início do  toque de recolher, das 23h, até às 05h, em Sinop (447 quilômetros de Cuiabá). A decisão foi tomada a partir de um consenso entre o Legislativo e o Executivo. A medida é válida pelos próximos 15 dias para conter a disseminação do novo coronavírus, podendo ser prorrogada.

O comércio noturno terá que encerrar as atividades às 22 horas. O decreto também veda a atividade de trabalhadores informais, serviços de entrega no sistema delivery e, ainda, rede de ensino superior e correlacionados.

O prefeito Roberto Dorner pede o apoio de todos e diz que já foram aplicadas medidas anteriores na intenção de conter a disseminação e contaminação pelo vírus, no entanto os números crescem aumentando, assim, a taxa de ocupação das UTI’s. Somente no mês de janeiro foram registrados 24 óbitos como causa morte o Coronavírus.

“Sempre deixei claro que minha intenção jamais será prejudicar o comércio com medidas drásticas. Junto com a Guarda Covil Municipal, com a Polícia Militar e a Secretaria de Saúde, foram realizadas fiscalizações e notificações. Mas mesmo com toda a ação de orientação e fiscalização, ainda registramos um aumento de números. Isso nos deixa triste! Não podemos ser omissos diante do cenário de mortes. Precisamos agir! A Câmara dos Vereadores, que tem participado das discussões, sugeriu uma nova ação para conter o avanço da doença”, revela o prefeito.

O presidente da Câmara, Elbio Wolkweis, revela, também, que a decisão não ficou apenas no âmbito do Legislativo e do Executivo. “Essa decisão foi tomada junto com entidades de Sinop. É situação muito difícil que a nossa cidade vem tendo ultimamente. O prefeito falou em 24 mortes em um mês. Essa semana estávamos sem UTI. Então eu peço a colaboração de todos os sinopenses, de todos os donos de bares e restaurantes, que em breve tudo vai passar, tudo vai voltar ao normal”.

São excetuados do decreto serviços como tratamento e abastecimento de água e esgoto, captação e tratamento de esgoto e lixo, geração, transmissão e distribuição de energia elétrica e gás, postos de combustíveis, com exceção de suas lojas de conveniência, assistência médica e hospitalar, clínicas veterinárias, clínicas odontológicas e clínicas médicas em regime de emergência, distribuição e comercialização de medicamentos e laboratórios clínicos, funerárias e serviços relacionados, telecomunicações, processamento de dados ligados à serviços essenciais, segurança privada, serviços de taxi e aplicativo de transporte individual remunerado de passageiros, imprensa, profissionais da área fim da saúde, servidores públicos das áreas de fiscalização das Secretarias Municipais de Meio Ambiente, Mobilidade Urbana e Ordem Pública, quando em pleno exercício da função, setor de hotelaria, advogados no exercício de sua profissão.

O seu cumprimento será fiscalizado pelas forças de segurança do município que, após o horário permitido, percorrerão as ruas de Sinop. O não cumprimento do toque de recolher implicará em sansões previstas em Decreto.

Olhar Direto