Conectado por
Governo de Rondônia

ALE/RO

Prefeito e lideranças de Buritis pedem linhão e garantia de energia elétrica

Publicado por

em


Continua após a publicidade

A greve dos caminhoneiros, que afetou o transporte de cargas em todo o país, atingiu a geração de energia em termelétricas, com a falta do óleo diesel. Em Buritis, que ainda depende da energia gerada com a queima do diesel, a situação ficou complicada nos últimos dias, com a população sofrendo com apagões.

Nesta terça-feira (29), o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (MDB), acompanhado dos deputados estaduais Alex Redano (PRB), José Lebrão (MDB) e Só Na Bença (MDB), se reuniram com o prefeito Roni Irmãozinho (PDT), os vereadores Adriano Confecções (PTN) e Danielzinho (SD). Na pauta, a necessidade de Buritis ser interligada com um linhão de energia, deixando de depender de gerador a diesel.

“Buritis é um município pujante, com muita força no agronegócio, com uma população rural muito grande, que precisa ser atendida com energia de qualidade para impulsionar o agronegócio, além de a cidade ser um polo comercial importante, que precisa de energia confiável”, destacou Maurão.

As lideranças de Buritis também buscaram informações sobre a situação de abastecimento com óleo diesel da usina termelétrica que atende o município, que sofreu interrupção com a greve. O empresário Adélio Barofaldi, proprietário da empresa responsável em atender a cidade, disse que o transporte do diesel até a base operacional está sendo normalizada, com escolta policial.

Barofaldi disse que a energia fornecida pela empresa tem atendido a contento, mas que a situação dos últimos dias fugiu do controle, por causa da greve. “Nosso sistema é moderno e estamos atendendo, dentro do que prevê o contrato, que é renovado a cada 18 meses. Há a expectativa do linhão, mas até lá, vamos seguir investindo e trabalhando para levar a melhor energia para Buritis e região”, garantiu.

Irmãozinho disse que mais esse contratempo, mostra a necessidade de interligação ao linhão. “A saída é deixarmos de depender de energia gerada a diesel e estarmos interligados ao linhão, com mais confiabilidade no sistema elétrico, podendo mais empresas e indústrias investirem em Buritis”, completou o prefeito. 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *