Conectado por

Cuiabá-MT

Prefeito de Cuiabá propõe fechar bares e restaurantes mais cedo e ampliar toque de recolher antes de lockdown


Compartilhe:

Publicado por

em

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), propôs, em reunião nesta segunda-feira (22), algumas medidas de enfrentamento à Covid-19. A relação das sugestões será encaminhada à Justiça ainda nesta segunda-feira.

Representantes de Cuiabá e Várzea Grande se reuniram para decidirem em conjunto se vão adotar o lockdown, fechamento total, nas duas maiores cidades. Pinheiro disse que quer propor essas medidas antes de decidir pelo lockdown.

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM), cumpre isolamento domiciliar após ter tido contato com um motorista que testou positivo para Covid-19. Ela participou da reunião de forma virtual.

Entre as medidas apresentadas, que serão definidas de forma coletiva com Várzea Grande, estão:

  • fechamento de bares e restaurantes mais cedo, às 20h;
  • funcionamento das 11h às 15h nos restaurantes que abrem para almoço;
  • shopping centers abertos das 11h às 18h;
  • rodízio de veículos;
  • trabalho remoto para todos os servidores públicos municipais, estaduais e federais;
  • retomada da redução da frota de ônibus para 30%, ou seja, apenas para quem trabalha nos serviços essenciais
  • ampliação do toque de recolher, que passaria a começar às 20h e indo até às 5h.

Tais medidas foram levadas para debate com a Prefeitura de Várzea Grande e o governo do estado, como ficou acordado na sexta-feira (19), durante audiência de conciliação na Vara Estadual Especializada em Saúde, no Fórum de Várzea Grande.

Casos em Cuiabá e Várzea Grande

Cuiabá é a cidade com maior número de casos e mortes de Covid-19.

O último boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), divulgado no domingo (21), mostra que Cuiabá tem 103 mortes e 2,6 mil casos de Covid-19.

Já Várzea Grande é segunda cidade com mais mortes e terceira com mais casos confirmados: 76 mortes e 785 casos confirmados. Rondonópolis é o segundo município do estado com mais casos de Covid-19: 826 registros.

G1