Conectado por

Economia

Preço do gás de cozinha vendido às distribuidoras sobe 5% nesta quinta


Compartilhe:

Publicado por

em

APetrobras aumentou em 5% nesta quinta-feira (3/12) o preço médio do gás liquefeito de petróleo (GLP), também conhecido como gás de cozinha, vendido às distribuidoras.

Na prática, o preço médio oferecido pela Petrobras será de R$ 33,89 por um botijão de 13 kg. No acumulado do ano, o GLP acumula alta de 21,9%, ou seja, de R$ 6,08.

O reajuste pode afetar, em breve, o bolso do brasileiro. Hoje, quase metade (44%) do preço pago pelo consumidor final corresponde ao valor recebido pela Petrobras no GLP.

A outra parte se subdivide em distribuição e revenda, equivalente a 38% do preço final, e impostos estaduais (PIS/Pasep e Cofins) e municipais (ICMS), com 18%.

Os preços de GLP praticados pela Petrobras seguem a dinâmica de commodities em economias abertas, tendo como referência o preço de paridade de importação, mais os custos que importadores teriam.

“Esta metodologia de precificação acompanha os movimentos do mercado internacional, para cima e para baixo”, complementou a Petrobras, em nota.

Pesquisa da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) realizada na semana passada apontou que o preço médio do gás de cozinha aos consumidores é de R$ 73,22.

No país, o preço do GLP varia de R$ 53 (Araçatuba-SP) a R$ 108 (Cuiabá-MT). Já no Distrito Federal, o preço médio está R$ 72,23, variando de R$ 67,99 a R$ 79,99.

Metropoles