Conectado por

Agronegócios

Preço da carne pressiona inflação


Compartilhe:

Publicado por

em

O valor do boi gordo atingiu um recorde em novembro e, com isso, o preço da carne passou a pressionar a inflação, segundo informações divulgadas pelo portal especializado CarneTec Brasil. Nesse cenário, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicou que os preços de carnes registraram alta de 8,09% em novembro, na comparação com outubro. 

“Os aumentos nos preços da arroba e das carnes ocorrem em momento de forte demanda por parte da Ásia, afetada por casos de peste suína africana, e enquanto as exportações de carnes brasileiras também estão aquecidas”, comenta. 

Segundoo  gerente da pesquisa do IBGE, Pedro Kislanov, disse que o aumento nos preços das carnes decorre da maior demanda pela China, acompanhada da desvalorização do real frente ao dólar. “Isso incentiva a exportação, restringindo a oferta interna e elevando o preço dos produtos”, disse ele, em nota divulgada pelo IBGE. 

Sendo assim, a disparada nos preços das carnes foi um dos principais motivadores para a alta de 0,51% da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). “Já o recorde do indicador do boi gordo ESALQ/B3, que mede o preço da arroba no mercado paulista, impulsionou o aumento do Índice de Preços ao Produtor de Grupos de Produtos Agropecuários (IPPA) do Cepea, que teve alta de 5,4% em novembro na comparação com o mês anterior”, completa o portal. 

“Um dos componentes desse índice, o IPPA-Pecuária/Cepea, teve alta de 9,6% de outubro para novembro, segundo informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), em nota na terça-feira (10)”, conclui. 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *