Conectado por

Amazonas

Postos de saúde em Manaus têm filas de pacientes com sintomas de gripe: ‘saiu monte de gente e continua chegando’


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

Postos de saúde de Manaus passaram registrar longas filas nos últimos dias, com pacientes apresentando sintomas de gripe. Por conta do período chuvoso, todo o Amazonas enfrenta aumento no número de casos de síndromes respiratórias graves.

Na entrada do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Galileia, tem muitas pessoas que já foram atendidas ou que estão esperando alguém que entrou.

A reportagem constatou, na noite dessa segunda-feira (13), que a todo momento chega mais gente, que vai ter que enfrentar uma longa fila do lado de fora, porque lá dentro já está lotado.

A autônoma Rosana Silva foi até o SPA do Galileia acompanhar o pai, de 63 anos, que passou sábado e domingo com febre, dor de cabeça e tosse seca.

“Quando a gente chegou era umas 18h30 e já tava lotado. Ele tá sentado aí ainda não foi atendido [por volta de 21h]. Já entrou e saiu um monte de gente e continua chegando”, disse.

 

O industriário Silvio Queiroz teve que deixar a fábrica onde trabalha para buscar atendimento médico.

“Eu tava com sintoma muito forte de dor no corpo, febre, dor de cabeça. To aqui desde uma hora da tarde, e agora que to sendo liberado, 19h30, bastante cansativo. O médico falou que era virose forte, pra tomar os remédios em casa”, informou.

As filas se repetem no SPA da Alvorada, na Zona Centro-Oeste, e no SPA do Coroado, na Zona Leste.

A secretária executiva de políticas em Saúde do Amazonas, Nayara Maksoud, informou à Rede Amazônica que as autoridades acompanham a taxa de ocupação nas unidades. Segundo ela, o alerta no momento é apenas para demandas ambulatoriais.

Postos de saúde em Manaus ficam lotados com pacientes com sintomas gripais. — Foto: Iranilson Valente/Rede Amazônica

Postos de saúde em Manaus ficam lotados com pacientes com sintomas gripais. — Foto: Iranilson Valente/Rede Amazônica

Casos de SRAG em alta

 

No mês de novembro, foram registrados 501 casos de síndromes respiratórias aguda grave (SRAG), sendo 63% deles em Manaus.

Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde, aumentou também a quantidade de registros de Influenza A. O número saltou de 140 em novembro, para 295 até 9 de dezembro.

Dados da FVS também mostram que, em 2021, a campanha de vacinação contra Influenza no Amazonas atingiu uma cobertura de 73,3%, sendo que a meta é de 90%.

G1.globo.com

Publicidade
Betfair

ALE-RO

ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento