Conectado por
Governo de Rondônia

Candeias do Jamari

População de Porto Velho e Candeias do Jamari deve verificar se têm direito ao kit gratuito

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Famílias com direito ao kit gratuito devem ligar 147 ou acessar sejadigital.com.br/kit para retirar o kit gratuito; depois basta instalar a antena digital e o conversor para ter acesso ao sinal digital

A Seja Digital, entidade responsável pela operação do processo de migração do sinal de TV no Brasil, está distribuindo kits gratuitos às famílias de menor renda atendidas pelo Governo Federal de Porto Velho e Candeias do Jamari. O kit, composto por antena digital e conversor com controle remoto, permitirá que mais de 70 mil famílias continuem assistindo TV em seus aparelhos antigos após o desligamento do sinal analógico na região, que acontecerá em 14 de agosto. Após essa data, a programação da TV aberta só será transmitida pelo sinal digital. Quem não estiver preparado, ficará sem ver TV.

Para saber se está participando da distribuição, a população deve ligar para a central telefônica gratuita 147 ou acessar o portal www.sejadigital.com.br/kit com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos. Se o nome estiver na lista, basta realizar o agendamento para retirada do kit gratuito, que também deve ser feito pelo site ou central telefônica.

“Todos devem entrar em contato com a Seja Digital o quanto antes para verificar se têm direito ao kit gratuito e já realizar o agendamento. Com os equipamentos instalados, elas poderão assistir à programação da TV aberta com qualidade de imagem e som de cinema, antes mesmo do desligamento do sinal analógico”, afirma Andrea Mendes, gerente regional da Seja Digital.

Em Porto Velho e Candeias do Jamari, a partir de 14 de agosto, todos os televisores devem estar adaptados para receber o sinal digital. Os telespectadores devem verificar se o modelo de TV que possuem é compatível com a nova tecnologia e, caso não seja, conectá-lo a um conversor digital.

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.