Conectado por

Mato Grosso

Policiais penais exigem compromisso do governador para encerrarem greve em Mato Grosso


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

Compromisso assumido pelo governador Mauro Mendes (DEM) poderá encerrar a greve dos policiais penais, que cobram equiparação salarial, em relação às demais categorias da Segurança Pública do Estado de Mato Grosso. A informação é da deputada Janaina Riva (MDB) em entrevista à imprensa nesta terça-feira (28.12).

“Eles não conseguiram sentar com o governador, acho injusto não sentar com os policiais penais, o que eles querem é um compromisso do governador, não querem compromisso de secretário. Secretário daqui há pouco troca e depois: ah quem garantiu foi o fulano, foi o ciclano, eles querem compromisso de Estado. A equiparação salarial com a Polícia Militar é uma tendência, depois que eles foram considerados policiais, não existe policial classe A, B e C, todo mundo agora é policial, então, é natural fazer essa luta e eu acredito que um compromisso direto do governador poderia resolver”, declarou a deputada.

Os policiais penais querem um compromisso do governador, não querem compromisso de secretário

Janaina alertou que um compromisso feito por um secretário poderá não ser cumprido: “Eles querem ouvir do governador se vai realmente haver a progressão, mesmo que escalonada, se eles vão chegar na equiparação escalonada, mas eles querem um compromisso de Governo, querem uma legislação aprovada para ter segurança do cumprimento”, destacou.

Riva acredita que a Assembleia Legislativa irá intervir na negociação a partir do dia 04, data do retorno das sessões ordinárias, contudo, voltou a alertar que o caminho mais viável seria mesmo um compromisso do governador.

“Eu soube que o governador vai viajar, então, eu acredito que nas sessões do dia 04. 05, e 06 vão ser as sessões onde a gente vai conseguir formar uma comissão, trazer até aqui e quem sabe assim receber pelo menos uma comissão onde três, quatros representantes da Polícia Penal para ouvir. Tem coisas que quem tem mesmo que conduzir é o líder, não adianta dar para um secretário tocar uma pauta como essa”, argumentou a deputada.

Janaina também opinou sobre a possibilidade do Governo privatizar as gestões dos presídios de Mato Grosso. Um estudo para analisar a possibilidade foi tornou-se prioritária no Governo depois do anúncio da greve dos policiais penais.

“A greve dos policiais penais é muito importante, eu vi algumas entrevistas, inclusive por parte do Governo que fala da terceirização, a gente sabe que a atividade sim, principalmente da segurança não pode ser privatizada e nem terceirizada até porque nós estamos falando de pessoas que possuem porte de arma que estão ali em um ambiente de violência extrema e que hoje o vínculo de estabilidade é o que nos garante a retidão da conduta de quem está à frente de um posto como de policial penal, policial militar, policial civil”, declarou Janaina.

Vgnoticias.com.br

Publicidade
Betfair

ALE-RO

ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento