Conectado por

Luto

Polícia apura assassinato de advogado em Mato Grosso- OAB cobra investigação rigorosa


Compartilhe:

Publicado por

em

Foram disparados pelo menos 3 tiros, segundo a perícia. O suspeito teria desativado a cerca elétrica, pulado o muro lateral e, depois de cometer o crime, saiu pelo portão da frente da residência da família.

A Polícia Civil de Mato Grosso começou a apurar as motivações do assassinato do advogado Francisco Assis Dias de Freitas, de 52 anos. Francisco foi assassinado na manhã de segunda-feira (18) quando se preparava para sair de casa com a família, no Bairro Jardim Botânico.

Foram disparados pelo menos 3 tiros, segundo a perícia. O suspeito teria desativado a cerca elétrica, pulado o muro lateral e, depois de cometer o crime, saiu pelo portão da frente da residência da família.

A polícia tem a descrição física do principal suspeito, mas não foi confirmado se ele fugiu de moto ou carro.

O delegado responsável pelo caso, Carlos Eduardo Muniz, afirmou que a principal linha de investigação é homicídio. Os policiais tentam descobrir as motivações e levantam as provas necessárias para a investigação.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT), Leonardo Campos, disse que ‘o crime exige uma investigação rigorosa, inclusive sobre as motivações e causas’.

Campos cobrou e requereu plena investigação do homicídio. A OAB de Sinop acompanha o caso junto à polícia e também manifestou ‘profundo pesar e solidariedade a familiares e amigos do advogado’.

 Advogado é assassinado ao abrir a porta da casa em Sinop — Foto: Facebook/Reprodução

Advogado é assassinado ao abrir a porta da casa em Sinop — Foto: Facebook/Reprodução

O caso

O crime ocorreu às 6h no Bairro Jardim Botânico. A polícia abriu uma investigação para identificar o que aconteceu. Inicialmente nenhum material ou objeto de valor foi levado da residência. Até o final da manhã nenhum suspeito foi identificado ou preso.

Francisco e a família se preparavam para sair de casa quando ouviram o cachorro latindo muito.

Francisco abriu a porta para verificar o que estava ocorrendo e foi baleado por uma pessoa armada.

A mulher de Francisco, ao ouvir o barulho dos tiros, correu para o quarto do casal e pegou a arma que pertencia ao marido.

Ela fez dois disparos aleatórios com a intenção de assustar quem tivesse atirado no marido dela.

Quando voltou para a sala da casa, a mulher da vítima encontrou o marido caído e o socorreu. A família levou Francisco para o Hospital Santo Antônio, onde ele morreu durante o atendimento.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *