Conectado por

Mato Grosso

Pivetta, Fávero e lideranças de Lucas fecham apoio à coronel Fernanda


Compartilhe:

Publicado por

em

O vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta (PDT), o deputado estadual Sílvio Fávero (PSL), e o candidato a prefeito de Lucas do Rio Verde, Miguel Vaz (Cidadania), aderiram à candidatura ao Senado da Patriota, coronel Fernanda.

O anúncio dos apoios foi feito na noite desse sábado (17), após uma caminhada pelas ruas do bairro Tessele Júnior, na qual estavam os líderes políticos e apoiadores da coligação “Gente que Faz”.

Pivetta apresentou Fernanda aos luverdenses e enfatizou o apoio à militar.

“Decidi que a coronel Fernanda é a minha futura senadora. Quero que ela me represente porque é uma pessoa sem mácula e honesta, que embora não tenha experiência política é uma pessoa limpa, honrada e que tenho certeza que irá ouvir e atender à população mato-grossense”.

Já o deputado Fávero destacou que a candidata é a escolha feita pelo presidente da República Jair Bolsonaro e que acata sua decisão.

Decidi que a coronel Fernanda é a minha futura senadora. Quero que ela me represente porque é uma pessoa sem mácula e honesta

“Nosso presidente foi claro quanto a quem queria como nossa senadora, queria uma mulher, uma pessoa que respeita a família e que ama nossa Pátria, não tem outro candidato que preencha esses requisitos. Ela será a melhor senadora que o Brasil já teve, Mato Grosso fará história com a coronel Fernanda no Congresso. No dia 15 de novembro vamos eleger a Fernanda”, frisou.

O candidato a prefeito Miguel Vaz agradeceu a presença da candidata na caminhada e disse que o município de Lucas do Rio Verde a recebe de braços abertos e conta com sua ajuda em Brasília.

“Estou feliz de receber em nossa cidade uma mulher digna de ocupar a vaga do Senado. Precisamos de mais mulheres valentes na política. Meu desejo é que a senhora tenha sucesso e esteja junto conosco trabalhando pelo bem do povo de Lucas do Rio Verde. Desde já somos muito gratos por estar aqui na nossa cidade”, pontua.

Eleição suplementar

Coronel Fernanda é a única mulher que disputa o pleito ao Senado.

Ela concorre com outros dez candidatos do sexo masculino.

O convite para a disputa ao Senado partiu do presidente Bolsonaro que após selecionar diversos currículos a escolheu.

Para reforçar a missão dada à ela, o presidente já fez três lives avalizando que a coronel Fernanda é sua indicada para ajudá-lo no Senado.

Neste ano, somente Mato Grosso elegerá um senador, a eleição suplementar ocorrerá no dia 15 de novembro, devido à vaga deixada pela ex-juíza Selma Arruda, que foi cassada.

Midia News