Conectado por

Polícia

Pistoleiros são presos depois de atacarem sitiantes a tiros em Porto Velho


Compartilhe:

Publicado por

em

Três homens, dois deles pistoleiros contratados para expulsar sitiantes das próprias terras, foram presos na noite de quinta-feira (26) depois de tentarem matar duas pessoas em uma chácara no Km 8 da Linha 17, em Porto Velho. A prisão do trio foi na margem esquerda do Rio Madeira, área rural da capital. Com eles a polícia apreendeu duas espingardas, um revólver e uma garrucha (arma caseira).

Segundo boletim de ocorrência da polícia, dois homens, de 44 e 58 anos, passavam a noite na chácara da sogra de um deles quando foram atacados a tiros por dois pistoleiros.

Fugindo pelos fundos, as vítimas correram para a mata e chegaram a outra propriedade rural, de onde acionaram a Polícia Militar (PM).

Duas equipes da PM foram designadas para ir ao local. Os militares fizeram cerco e conseguiram prender a dupla em flagrante. As armas apreendidas estavam dentro de um carro usado pelos atiradores.

À polícia, uma das vítimas disse que não foi morta porque viu quando a dupla arrombou o cadeado do portão da entrada da propriedade.

Um dos suspeitos confirmou que ele e o comparsa tinham sido contratados para expulsar os dois sitiantes. O suposto contratante também foi preso. De acordo com a PM, ele estava em um veículo, nas proximidades da chácara invadida.

Ainsa segundo boletim, uma das vítimas disse também que o contratante dos pistoleiros tem interesse na madeira que está na propriedade e que, anteriormente, já havia tentado expulsar os proprietários da terra. O caso foi registrado como tentativa de homicídio na Central de Polícia.