Conectado por

Geral

PF encontra provas de corrupção na delegacia do caso Marielle

Publicado por

em

Polícia Federal encontrou provas de que houve corrupção entre membros da Delegacia de Homicídios da Capital, o que impediu o esclarecimento da autoria dos assassinatos que envolvem milicianos do “Escritório do Crime” e integrantes da máfia do jogo do bicho no Rio de Janeiro.

Segundo o UOL, duas fontes ligadas ao inquérito da PF, que apura se houve obstrução à investigação sobre a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, confirmaram a informação. O crime aconteceu em 14 de março de 2018.

De acordo com o site, ao menos dois delegados estariam na folha de pagamento do “Escritório do Crime”, e a propina era paga na própria sede da DH, na Barra da Tijuca.

Pelo menos oito inquéritos da DH estão sob análise da PF por determinação da Procuradoria-Geral da República.