Conectado por

Religião

Perigo! Construção instável


Compartilhe:

Publicado por

em

Parte 01 – E por que me chamais, Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo? Qualquer que vem a mim e ouve as minhas palavras, e as observa, eu vos mostrarei a quem é semelhante: é semelhante ao homem que edificou uma casa, e cavou, e abriu bem fundo, e pôs os alicerces sobre a rocha; e, vindo a enchente, bateu com ímpeto a corrente naquela casa, e não a pôde abalar, porque estava fundada sobre a rocha. Lucas 6:46-48

O colapso de um prédio, em 2009, onde estavam guardados os arquivos da cidade de Colônia, chama nossa atenção para a importância dos alicerces. Nenhuma culpa pode ser atribuída ao arquiteto que desenhou o edifício, construído em 1971. Durante a construção de um túnel da estrada de ferro, uma inundação foi provocada, o que causou um deslizamento, fazendo com que o prédio desabasse.

Na parábola das duas casas, o Senhor Jesus comparou o curso da vida duma pessoa com a construção duma casa. Qual é o alicerce da nossa vida, nossa alegria, nossa esperança e nosso futuro? Isso é o que verdadeiramente importa.

Jesus Cristo nos mostra como edificar nossa vida sobre um alicerce seguro, que pode suportar as pressões do tempo e do futuro. Mais importante ainda é nosso relacionamento com Ele. O mesmo não deve ser superficial: apenas chamá-Lo “Senhor” não é suficiente. Se nossa vida será bem-sucedida, o Filho de Deus precisa realmente ser nosso Redentor e Senhor. Isso será demonstrado no dia a dia, pela maneira como lidamos com nossa vida, como tomamos nossas decisões; e, não apenas por ouvir, mas também obedecer ao que Ele diz. Essas coisas darão firmeza para nossas vidas.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *