Conectado por

Agronegócios

Participação da carne de frango in natura na pauta cambial sobe mais de 20%


Compartilhe:

Publicado por

em

A carne de frango in natura completou o primeiro semestre de 2019 como o quinto principal produto exportado pelo Brasil, duas posições acima da registrada no mesmo período de 2018, o que significa que superou o farelo de soja (quinto posto um ano atrás) e os automóveis (que recuaram da sexta para a 11ª posição).

De acordo com a SECEX/ME (que vem atualizando dados anteriores), o posto foi conquistado graças à geração de uma receita cambial próxima de US3,090 bilhões, valor perto de 18% superior ao registrado no mesmo semestre do ano passado.

Com esse desempenho, a participação da carne de frango na pauta cambial apresentou incremento dos mais significativos: representou cerca de 2,8% da receita total, índice que representou aumento de participação de 20,87% sobre idêntico período de 2018.

A tabela abaixo reproduz, além do desempenho dos 10 principais produtos, o desempenho registrado neste semestre pelo complexo carnes (bovina, suína e de frango). Como se constata, as três carnes registraram desempenho excepcional no período. E ainda que a carne suína contribua com não mais de 10% da receita do setor, sua receita cambial neste ano aumentou 30%, bem acima dos 17,77% da carne de frango e dos 18,56% da carne bovina.