Conectado por

Cuiabá-MT

Para conter a Covid, prefeito proíbe venda de bebida alcoólica


Compartilhe:

Publicado por

em

Há duas semanas, Nova Xavantina tem classificação de risco alto de contaminação pela doença

Para conter o avanço da Covid-19 em Nova Xavantina (a 651 km de Cuiabá), o prefeito João Machado Neto (PSB) proibiu a venda e consumo de bebidas alcoólicas no Município. A “lei seca” começa hoje (23) e deve seguir até domingo (28), podendo ser prorrogada. 

Nova Xavantina tem classificação de risco alto de contaminação há 15 dias, conforme boletim diário divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). 

Em decreto, João Bang, como é chamado, considerou que desde o último boletim publicado em 10 de fevereiro, o Município não teve melhora visível ou queda expressiva na aceleração do aumento de casos. 

Nas novas determinações, ele voltou a restringir o funcionamento do comércio, que pode abrir das 5h às 22h, com exceção de postos de combustivel, hospitais, clínicas veterinárias e farmácias. 

As atividades do Centro de Convivência de Idosos e cursos de capacitação realizados pela Prefeitura também continuam suspensa. 

No começo do mês o prefeito já havia restringido o funcionamento do comércio e proibido a venda de bebidas entre 18h e 5h durante o final de semana.

Apelo nas redes sociais 

No domingo (21), João usou as redes sociais para pedir ajuda da população para conseguir reverter o cenário da Covid-19. Na publicação, o prefeito afirmou que cada dia que passa os números aumentam ainda mais e que sozinho ele não “daria conta”. 

“Se puder, fique em casa. Se for sair, use máscara, leve álcool em gel. Se tiver algum sintomas, procure as UBS’s de atendimento do Covid-19. Me ajudem”. 

O prefeito testou positivo para a doença em janeiro, mas, em nota, afirmou que estava assintomático e em isolamento domiciliar. 

De acordo com dados divulgados ontem (22) pela SES, Nova Xavantina tem 21 mortes causadas pela Covid-19, três delas foram registradas em 2021. 

   

Até o momento, o município de 21.374 mil habitantes já contabilizou 1.512 moradores contaminados pelo novo coronavírus. No momento, sete estão internados. 

Midianews