Conectado por
Governo de Rondônia

Uncategorized

Países europeus proíbem uso de máscaras comunitárias na rua

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Governo francês determinou que os cidadãos usem máscaras cirúrgicas FFP1 de uso único, ou máscaras FFP2, com capacidade de bloquear 90% das partículas, em todos os locais públicos, ilegalizando o uso de máscaras caseiras, também conhecidas por “comunitárias”, de tecido, neste tipo de espaços, noticiou a CNN.

A decisão do Governo francês segue o caminho já anunciado pela Alemanha, na última terça-feira, de exigir que todas as pessoas usem as máscaras FFP1 ou FFP2 durante o transporte público, nos locais de trabalho e nas lojas. A mudança surgiu depois de o Estado alemão da Baviera ter introduziu a obrigação de usar máscaras KN95, com uma capacidade de bloqueio de partículas superior a 95%, em lojas e no transporte público.

“Peço às pessoas que levem isso a sério. Do contrário, é difícil evitar uma terceira onda”, disse aos jornalistas Angela Merkel, na última a quinta-feira, em Berlim.

Por último, a Áustria vai adotar uma decisão no mesmo sentido, proibindo as máscaras comunitárias já a partir da próxima segunda-feira, 25 de janeiro, impondo o uso de máscaras FFP2 nos transportes públicos e nas lojas.

O Centro Europeu para Controle e Prevenção de Doenças (ECDC) alertou na quinta-feira para as novas variantes do coronavírus que podem causar mais hospitalizações e mortes em toda a Europa, exortando os países a começar a tomar medidas extras imediatamente (desde o distanciamento físico, a quarentena e rastreamento de contactos). O ECDC recomenda máscaras em ambientes internos e externos quando o distanciamento físico não pode ser garantido, mas não especifica que tipo de cobertura facial deve ser usada, assinala a CNN.

Dinheiro Vivo