Conectado por

Agronegócios

OPERAÇÕES NO BRASIL:  AMAGGI adquire Grupo O Telhar Agro e eleva capacidade produtiva em 34%


Compartilhe:

Publicado por

em

A AMAGGI assinou na última sexta-feira (5) contrato para a aquisição do Grupo O Telhar Agro no Brasil. Com a operação, a AMAGGI deverá incorporar cerca de 62 mil hectares em áreas de produção em 14 fazendas, elevando em aproximadamente 34% sua capacidade produtiva de grãos e fibras. O Grupo O Telhar Agro atua, no Brasil, com operações em fazendas no Estado de Mato Grosso, com produção de soja, milho e algodão.

“Este é um passo importante, que vai certamente consolidar nossa posição como uma das maiores empresas produtoras do país”, declarou o presidente executivo da AMAGGI, Judiney Carvalho.

 

Entre os ativos adquiridos do Grupo O Telhar, que emprega cerca de 900 colaboradores, estão mais de 34 mil hectares de área produtiva em fazendas próprias e mais de 28 mil hectares em áreas arrendadas. Duas das unidades também contam com quase 900 hectares de área dedicada à atividade pecuária (confinamento).

“Hoje, contamos com 259 mil hectares de áreas produtivas, considerando primeira e segunda safras. Com esta aquisição, conseguiremos aumentar em aproximadamente 34% nossa capacidade anual de grãos e fibras, considerando ambas as safras, chegando a quase 350 mil hectares”, calcula o presidente.

Algumas destas fazendas contam com estruturas de armazenagem e plantas de beneficiamento de algodão. Além disso, as fazendas próprias contam com mais de 10 mil hectares de reserva legal, com vegetação nativa e recursos naturais preservados. As fazendas estão localizadas nos municípios mato-grossenses de Alto Paraguai, Campo Novo do Parecis, Nova Ubiratã, Novo Santo Antônio, Primavera do Leste, Rondonópolis e Santo Antônio do Leste.

Presidente executivo da AMAGGI, Judiney Carvalho

“Com esta aquisição, estamos expandindo a nossa produção agrícola para mais cinco municípios – Alto Paraguai, Nova Ubiratã, Novo Santo Antônio, Primavera do Leste e Santo Antônio do Leste – e ampliando nossa presença no Estado que é o maior produtor de grãos do país. Além disso, ganhamos em sinergia, por iniciar a atuação com produção agrícola em regiões do Estado onde já atuamos na área de comercialização de grãos, inclusive com ativos de armazenagem, logísticos e industriais – como a planta esmagadora de grãos e a nova fábrica de biodiesel, esta última com previsão de operação a partir de 2022, ambas em Lucas do Rio Verde”, destacou Judiney Carvalho.

Sustentabilidade

A aquisição dos ativos do Grupo O Telhar no Brasil também abre uma oportunidade para a AMAGGI ampliar a sua participação no mercado de soja com certificação socioambiental.  Para isto, as fazendas incluídas no escopo da negociação passarão por adaptações a fim de atender aos requisitos de produção, governança e de gestão socioambiental da AMAGGI, bem como de outras possíveis certificações, dentre elas ProTerra (dedicada a soja não-transgênica) e RTRS (Round Table on Responsible Soy). Dessa forma, a AMAGGI consolida sua liderança no mercado de soja certificada, em que já é responsável por cerca de 30% do volume mundial.

“Temos a expectativa e o objetivo de entregar ao mercado mundial ainda mais volumes certificados. Este tipo de produção é zero desmatamento, rastreável e auditada com critérios socioambientais mais rigorosos que a legislação do setor. Com isso, buscamos atender aos atuais anseios dos consumidores em diversos países que confiam na agricultura brasileira”, avaliou o presidente.

A conclusão da aquisição dos ativos do Grupo O Telhar no Brasil está condicionada a aprovação das autoridades concorrenciais brasileiras.

Sobre a AMAGGI

Fundada em 1977, a AMAGGI é a maior empresa brasileira de grãos e fibras. Presente em diversas etapas da cadeia do agronegócio, a AMAGGI atua na produção agrícola de grãos, fibras e sementes, originação, processamento e comercialização de grãos e insumos, transporte fluvial e rodoviário de grãos, operações portuárias, além de geração e comercialização de energia elétrica renovável.

A AMAGGI produz anualmente cerca de 1,1 milhão de toneladas de grãos e fibras – entre soja, milho e algodão – e possui uma base de relacionamento comercial de aproximadamente seis mil produtores rurais. Em 2019, comercializou cerca de 17,6 milhões de toneladas de grãos e fibras em todo o mundo.

Com sede em Cuiabá (MT), a AMAGGI está presente em todas as regiões do Brasil, com fazendas, armazéns, escritórios, fábricas, frota fluvial e rodoviária, terminais portuários e centrais hidroelétricas. São 74 unidades localizadas em 42 municípios de nove estados. No exterior, a empresa possui unidades e escritórios na Argentina, China, Holanda, Noruega, Paraguai e Suíça.