Conectado por

Cuiabá-MT

Operação descobre garimpos ilegais em MT e destrói maquinários


Compartilhe:

Publicado por

em

Uma operação no interior do estado identificou dois garimpos em Paranaíta, a 838 km de Cuiabá. Nas terras, o Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA) destruiu maquinários usados na região e apreendeu materiais.

No último dia 27 de março, a operação ‘Arco Norte’ teve acesso a um garimpo em um local de proteção ambiental, por meio dos sinais de alerta de desmatamento emitidos pelo satélite Planet – serviço de monitoramento em tempo real adquirido pelo Programa REM MT para auxiliar a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) na fiscalização do desmatamento.

No local, os policiais encontraram dois acampamentos, três motores de extração de minério, um gerador de energia, quatro reservatórios de combustível com a capacidade total de mil litros de armazenamento, além de materiais para manutenção das máquinas e pertences pessoais.

Os policiais também constataram marcas pelo chão de tratores de esteira, porém nenhum veículo foi localizado. Também não havia ninguém no garimpo no momento da batida, o que leva a crer que os infratores foram avisados de que o batalhão estava atuando na região.

Devido a impossibilidade de levar os equipamentos, os policiais decidiram destruí-los no local, como forma de evitar a continuidade do garimpo ilegal.

Outro caso

Também em Paranaíta, na comunidade Nova União, o batalhão apreendeu um trator e uma pá carregadeira utilizados no desmate ilegal, no início de março. Os policiais localizaram o dono da propriedade e constataram que o mesmo não possuía a documentação necessária para atividade no interior da floresta amazônica.

Diante do flagrante, os maquinários foram imediatamente apreendidos. Além da retenção dos veículos, o infrator foi multado e teve a sua a área embargada, dentro do ponto de desmatamento.

A ação também estava inserida dentro do cronograma da operação Arco Norte, e também contou com o auxílio do satélite Planet.

Monitoramento via satélite

Mato Grosso dispõe de serviço de imagens de satélites que monitoram diariamente todo o território mato-grossense, com imagens diárias de resolução espacial, com precisão de três metros.

Isso permite que a Sema-MT realize um monitoramento em tempo real e de forma preventiva. Deslocando equipes para evitar grandes danos à cobertura vegetal.

O serviço foi viabilizado com recursos do Programa REM MT em agosto de 2019.

G1.globo.com