Conectado por

Geral

Operação da PF mira fraude em indenizações por tragédia de Mariana


Compartilhe:

Publicado por

em

Quando a barragem da Samarco em Mariana (MG) se rompeu em 2015, de 1,4 mil pescadores tiveram a atividade suspensa nos municípios do Espírito Santo atingidos pelo desastre ambiental. A Polícia Federal investiga então fraudes no pagamento de compensações financeiras que foram dadas a esses profissionais para compensar os prejuízos causados ao Rio Doce.

De acordo com o G1, suspeitos obtiveram licenças falsas de pescador para receber as indenizações. O valor somado destas compensações financeiras chegaria a R$ 7 milhões.

A PF cumpre 24 mandados de busca e apreensão em Baixo Guandu e em Vila Velha, no escritório de advocacia de suspeitos de intermediar a fraude. A operação também cumpre mandados na Serra (ES) e em Brasília (DF).