Conectado por

Mato Grosso

Oito municípios do norte de MT cancelam réveillon popular por causa da Covid-19


Compartilhe:

Publicado por

em

Oito municípios do nortão de Mato Grosso cancelaram a festa de réveillon popular devido à pandemia da Covid-19. Algumas cidades ainda analisam a possibilidade de queima de fogos.

Em Sinop, a prefeitura cancelou a festa por causa de uma possível segunda onda da doença na cidade. Já a queima de fogos, será analisado se terá. Sinop tem mais de 8,5 mil casos registrados de Covid-19 e 138 mortes em decorrência da doença.

Em nota, a prefeitura esclareceu que apesar do cancelamento do tradicional “Réveillon População” e todos os shows que haviam sido programados, a queima de fogos ainda está em análise.

Em Sorriso, o réveillon também foi cancelado pela prefeitura. O motivo é o aumento no número de casos da Covid-19. Entre o dia 30 de novembro e segunda-feira (7), foram confirmados 206 novos casos. O prefeito Ari Lafin informou que o dinheiro que seria usado na realização da festa popular vai ser destinado à realização de cirurgias, em janeiro e fevereiro.

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde também decidiu suspender a festa da virada de ano. De acordo com o município, deve ser realizada apenas a tradicional queima de fogos para comemorar o novo ano.

A festa da virada em Nova Mutum está cancelada, segundo a prefeitura. Até essa terça-feira (8), o município registrava 2.333 casos da doença e 34 mortes.

Em Colíder, a prefeitura também tomou a decisão de não realizar o evento por causa da segunda onda da Covid-19. A cidade já confirmou 1.365 casos da doença e 29 mortes.

Da mesma forma, em Santa Carmem, onde é realizado o tradicional ‘Reveillon do Chop’, a prefeitura decidiu cancelar o evento este ano.

Com 720 casos e oito mortes em decorrência da Covid-19, a Prefeitura de Matupá cancelou o réveillon para evitar novos casos da doença.

Já em Alta Floresta, nesse momento, não se discute a realização do réveillon. Tradicionalmente, a festa é organizada pela prefeitura, mas até agora não foi definido se terá ou não o evento.

G1