Conectado por

Religião

O Mar da Calmaria – Por Ricardo Oliveira


Compartilhe:

Publicado por

em

Percebi o quanto tenho que aprender com Jesus de Nazaré, pois modelo igual ao Salvador não se pode encontrar em nenhum lugar deste mundo. A razão para qual nasci, e encontrei na escrita poética a alegria de estar com Deus, vem do verdadeiro amor do coração de Cristo para o meu. A vida só vem a ser um tesouro, quando o próprio tesouro vem da alma do Cordeiro.

Existir neste tempo…Abre as janelas para enxergar a beleza do mar. E que mar seria este a qual vos falo, caros leitores? O MAR DE CALMARIA. Sim, esta calmaria nada mais é do que o próprio Cristo, a qual nasceu em uma manjedoura, e se deu em prol da humanidade desesperada pela liberdade da opressão. 

Ainda sou constantemente mergulhado no Batismo a qual foi ungido em NOME DO PAI, DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO, para honra e glória do meu amado. Nas colinas, caminho rumo a experiência dos discípulos, quanto a transfiguração do Senhor. No natal e em todos os dias, sou convidado especial de Jesus a estar se deixando guiar pelos mandamentos: a) Amar a Deus sobre todas as coisas; b) Amar uns aos outros da mesma forma com que Cristo. 

Muitas vezes, não sei como fazer com tanta alegria dada por meu Messias! A cada dia recebo mais do que tenho ofertado. Neste momento, penso…FAMÍLIA. Sentido de me manter presente no Verbo Encarnado (se fez carne), como bem manifestou o apóstolo João no Evangelho. Assim, a glória do Senhor será revelada e toda criatura a verá. (Isaías 40, 5).

Jornal Contemplatio

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento