Conectado por

Política

Novo diretor-geral escolhe integrantes da cúpula da Polícia Federal


Compartilhe:

Publicado por

em

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, escolheu os profissionais que vão compor a cúpula da instituição — as diretorias mais importantes. São quatro delegados e um perito que, segundo fontes confirmaram à TV Globo, já foram convidados e aceitaram comandar os seguintes postos:

  • Diretoria Executiva (2º cargo na hierarquia da PF): Cairo Duarte, atual superintendente da Polícia Federal, em Minas Gerais. Ele já foi superintendente da PF em Pernambuco .
  • Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado (a de maior repercussão na hierarquia da PF): Luís Flávio Zampronha. O Serviços de Inquéritos Especiais (Sinq) está vinculado a essa diretoria. O Sinq investiga políticos em inquéritos que correm no STF e STJ
  • Diretoria de Inteligência: Sandro Caron, atual secretário de Segurança Pública do Ceará , e ex-superintendente da PF no Ceará e no Rio Grande do Sul ;
  • Diretoria de Tecnologia da Informação : Alessandro Moretti , que foi adjunto do atual ministro da Justiça, Anderson Torres, quando Torres era secretário de Segurança no Distrito Federal;
  • Diretoria Técnico-Científica: Nivaldo Poncio, que já trabalha atualmente nesta diretoria.

Com essas trocas, Maiurino escolhe seus delegados de confiança para ocupar os cargos de cúpula da PF. Segundo fontes informaram à TV Globo , o próximo passo é trocar superintendentes, que são os delegados que representam a PF nos estados.

Mas uma superintendência não deve ser mexida: a do Rio de Janeiro. O comando da PF no Rio foi o pivô da crise que gerou o inquérito sobre interferência politica do presidente Jair Bolsonaro na instituição. Hoje Tacio Muzzi ocupa o cargo e foi escolhido na gestão anterior, do então chefe da PF, Rolando de Sousa.

G1.globo.com