Conectado por

Economia

NOVO Bolsa Família está a caminho? Saiba o que pode mudar no programa


Compartilhe:

Publicado por

em

Com o fim do auxílio emergencial, o governo brasileiro pretende apresentar uma proposta para reformular o Bolsa Família. A ideia é de turbinar os detalhes do programa, aumentando o valor médio das parcelas e beneficiando mais unidades familiares do país. Ao que tudo indica, o novo Bolsa Família passará a contemplar cotas mensais de R$ 200 (atualmente, o valor médio gira em torno de R$ 192).

Fora isso, a equipe do governo também quer mudar os critérios para o recebimento das quantias. Como? Aumentando os limites da extrema pobreza (renda de R$ 89 para R$ 92 reais per capita) e da pobreza (salários per capita de R$ 178 para R$ 192). Com essas mudanças implementadas, será possível efetuar pagamentos para mais unidades familiares e, consequentemente, haverá aumento no número de beneficiários.

Outros detalhes sobre o novo Bolsa Família de 2021

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, já informou que o projeto sobre o novo Bolsa Família já está pronto e pode ser apresentado ao longo das próximas semanas. A reformulação seria lançada no início de dezembro de 2020, mas surgiram problemas na logística para finalizar os cálculos a respeito do orçamento do benefício.

Na segunda quinzena de novembro de 2020, Lorenzoni explicou que o novo Bolsa Família deverá alcançar mais de 20 milhões de brasileiros com baixa renda. Veja alguns benefícios que poderão ser implementados ainda em 2021:

  • Auxílio-creche de R$ 52 por criança (repasses mensais);
  • Prêmio anual de R$ 200 para os melhores estudantes;
  • Bolsa mensal de R$ 100, além de prêmio anual de R$ 1.000, aos alunos com destaque na área de ciência e tecnologia;
  • Bolsa mensal de R$ 100, além de prêmio anual de R$ 1.000, para os estudantes que se destacarem em atividades esportivas;
  • Auxílio-creche mensal de R$ 200 para as mães beneficiárias do Bolsa Família.

“O programa já está pronto, foi todo trabalhado, já foi apresentado ao presidente (Jair Bolsonaro), só falta o ok, e isso não tem a ver com a grana, até porque temos previsto para o ano que vem 34,8 bilhões de reais”, destacou Onyx Lorenzoni em coletiva de imprensa.

Concursos no Brasil