Conectado por

Mato Grosso

Nove suspeitas de febre amarela foram registradas em MT em 2019


Compartilhe:

Publicado por

em

No ano passado, nove casos de febre amarela foram notificados em Mato Grosso, mas nenhum foi confirmado, conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Ainda de acordo com a SES, nenhum caso foi registrado nos 16 primeiros dias deste ano.

Em 2019, o maior número de suspeitas do caso foi registrado em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, com quatro notificações.

Uma suspeita de febre amarela foi registrada em Cuiabá, uma em Confresa, uma Itiquira, uma em Nossa Senhora do Livramento e uma em Pontes e Lacerda.

Brasil

De julho de 2019 a 8 de janeiro deste ano, 327 casos suspeitos de febre amarela em humanos foram notificados ao Ministério da Saúde, mas apenas um foi confirmado, no Pará.

Entre janeiro e junho de 2019, 14 pessoas morreram devido à febre amarela no Brasil.

Atualmente, o Brasil tem apenas registros de febre amarela silvestre, transmitida por mosquitos que vivem no campo e florestas. Os últimos casos de febre amarela urbana foram registrados em 1942, no Acre.

A febre amarela causa sintomas como dor de cabeça, febre baixa, fraqueza e vômitos, dores musculares e nas articulações. Em sua fase mais grave, pode causar inflamação no fígado e nos rins, sangramentos na pele e levar à morte.