Conectado por
Governo de Rondônia

Acre

No Acre, jovem dispensa lenço e peruca em ensaio para mostrar luta contra o câncer de mama: ‘renascimento’

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Ana Luisa fez ensaio fotográfico durante tratamento contra o câncer e mostra sua autoestima (Foto: Arquivo pessoal)

Enquanto a maioria das mulheres tende a se “esconder” durante o tratamento contra o câncer de mama, sobretudo, por causa da queda de cabelo, a servidora pública Ana Luisa, de 29 anos, resolveu enxergar além da doença. E para registrar e eternizar o novo momento que está vivendo, ela fez um ensaio fotográfico.

A ideia era mostrar que, apesar do diagnóstico de câncer, é possível ter uma vida normal e feliz. Com força e vontade de viver, a jovem moradora de Rio Branco tem sido exemplo de coragem durante a luta contra a doença.

No ensaio, nada de perucas e lenços. Ana Luisa quis ressaltar a beleza somente com maquiagem, roupa de cores alegres, unhas pintadas e, claro, com o sorriso no rosto. Ao lado dela nas fotos aparecem a mãe e o namorado, que estão dando todo apoio nesse momento.

“Avisei para o fotógrafo: ‘quero mostrar o renascimento, como se fosse uma segunda chance de viver. Quis fazer careca mesmo, sem peruca, para mostrar que estou com câncer, mas que estou vivendo. Por mais que o câncer, às vezes, tenha o final de morte, quero mostrar que estou tendo uma vida normal”, explicou Ana.

 Apesar do diagnóstico, Ana Luisa afirma que é possível levar uma vida ‘normal’ (Foto: Arquivo pessoal)

Apesar do diagnóstico, Ana Luisa afirma que é possível levar uma vida ‘normal’ (Foto: Arquivo pessoal)

‘Foi uma surpresa’

Quando recebeu a notícia de que estava com câncer, em fevereiro deste ano, Ana Luisa levou um susto, por ser o primeiro caso da doença na família. Ela lembra que no início a pessoa que se mostrou mais forte foi a mãe.

“Lembro que pensei: ‘só o que faltava era estar com câncer’. Realmente, não estava esperando, foi uma surpresa, porque eu pensava que não era nada, tanto que não estava preocupada. Minha mãe foi a única que ficou em pé no primeiro dia. Ela disse que eu não estava doente, que só o que estava doente em mim era meu peito. Acho que eu acreditei nisso que, às vezes, nem lembro que estou doente”, conta.

O tratamento do câncer começou logo após o diagnóstico e, 15 dias depois da primeira quimioterapia, chegou a vez da servidora pública encarar a dura realidade de ver seus cabelos caindo.

 Mãe e namorado participaram do ensaio fotográfico de Ana Luisa  (Foto: Arquivo pessoal)

Mãe e namorado participaram do ensaio fotográfico de Ana Luisa (Foto: Arquivo pessoal)

Vaidade

“Eu sou muito vaidosa, então fiquei pensando que ia ficar horrível, que meu namorado não iria mais gostar de mim. Foi um verdadeiro drama. Fiquei muito ansiosa e tentava me preparar para, quando começasse a cair, não sofrer tanto”, contou.

Mas, ao invés de lágrimas diante do espelho, ela resolveu chamar as amigas para que acompanhassem o momento em que ia raspar a cabeça.

“Estava caindo muito e eu queria logo era raspar. Todo mundo achava que eu ia chorar, mas me preparei tanto, chamei umas amigas, fiz tipo uma festinha e no dia fiquei feliz, porque já não aguentava mais”, disse.

Jovem foi diagnosticada com câncer de mama em fevereiro deste ano (Foto: Arquivo pessoal) Jovem foi diagnosticada com câncer de mama em fevereiro deste ano (Foto: Arquivo pessoal)

Jovem foi diagnosticada com câncer de mama em fevereiro deste ano (Foto: Arquivo pessoal)

Desde o início do tratamento, Ana Luisa tem compartilhado com os amigos sua rotina nas redes sociais.

“Costumo dizer que não é coisa de outro mundo, que todo mundo pode passar por isso feliz e acreditando que vai dar certo. No final sempre dá certo. Resolvi não me esconder e passei a postar bastante. Tenho recebido muitas mensagens de pessoas agradecendo”, concluiu.