Conectado por
Governo de Rondônia

Artigos & Colunas

Não posso negar teu amor – Por Ricardo Oliveira

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Meus ossos se agitam, Senhor!

Agitam-se por seres o meu mundo.

A luz que dá sentido à vida,

E meu interior não se sente só,

Por causa de teu Santo Nome.

Entusiasmo ao estar em tua presença real,

E na Eucaristia eu me delicio de sua beleza.

Sois como um fruto que dá na arvore,

Sendo ela um alimento para meu ser.

Como posso, Deus de meu Templo,

Escrever a poesia mais espiritual,

Evangelizadora existente em mim,

Sem que tu se encontres na minha alma?

Devo me entregar sem nenhuma medida,

Acolhendo a sua voz na inteireza de meu coração.

Transborda meu Mestre,

O meu tempo com a sua ternura,

E nela viver intensamente o Evangelho,

Pois já não posso mais negar o teu amor,

Este amor verdadeiro e que me deixa sem fala.

Somente o silêncio me proporciona a inspiração,

Já a noite, tento pensar em ti, mesmo sendo

Eu um poeta imperfeito e cheio de pecado.

Pecado dos quais bem sabeis, Deus de Israel!

Revela o teu rosto em meu semblante,

Cuja paz vem a ser os raios do sol

Quando amanhece as minhas horas,

Todos os dias em que meus olhos se abrem

Para contemplar os teus mistérios.

Dai-me Cristo um pouco de teu sofrimento,

Porque foi na Cruz a remissão de nossos erros!

Nas chagas preservo a linguagem da Salvação,

Traduzida na ação de sua Paixão.

Em seus corações, não negue o amor de Cristo!

A Coluna Versos Em Cristo traz a sensibilidade das poesias como belos cânticos a nos ajudar na nossa intimidade com o Mestre. Publicado de Segunda a Sexta no Jornal O Nortão.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *