Conectado por

Mato Grosso

“Não muda em nada o estado lamentável de MT”, afirma Mendes

Publicado por

em

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que o fato de a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) não reconhecer o decreto de calamidade financeira ao Estado não altera o quadro de crise financeira que o Estado vive.

Em janeiro deste ano, o governador encaminhou à União o decreto de estado de calamidade pública no âmbito da administração financeira.

Na justificativa, o Tesouro Nacional disse que reconhece apenas como “calamidade” casos envolvendo desastres naturais, mas não crises financeiras.

“São seis estados que declararam calamidade financeira, e o Governo Federal não reconheceu. Mas isso não muda nada da realidade lamentável que nós temos em Mato Grosso. Como não reconheceram, eu gostaria que tudo que existe em Mato Grosso não fosse verdade, mas lamentavelmente é”, afirmou o governador.

Isso não muda nada da realidade lamentável que nós temos em Mato Grosso. Como não reconheceram, eu gostaria que tudo que existe em Mato Grosso não fosse verdade, mas lamentavelmente, é

Com a medida, Mendes pretendia obter fôlego financeiro e administrativo para os primeiros meses de sua gestão. 

O governador disse que – mesmo com a não aceitação do decreto de calamidade – o Estado conseguiu a autorização para realizar um empréstimo com o Banco Mundial no valor de US$ 332 milhões. O valor corresponde a 1,2 bilhões na cotação do dia.

“Mas está ajudando em outras coisas. Já renegociamos com o Bank Of America, existem várias ações que foram decorrentes – não do decreto em si – mas da lamentável situação que o Estado se encontra”.  

FEX

Uma das previsões do Governo com o decreto seria o de conseguir – com mais celeridade – o recurso de cerca de R$ 450 milhões do Auxílio Financeiro para Fomento às Exportações (FEX), referente ao ano passado.

Mendes diz que mesmo com a pressão do governo e bancada federal, o recurso ainda é incerto.

“Nós temos feito insistentes rodadas em Brasília. Agora, nós não temos nada de prático. O que temos feito é ‘nos virarmos’ com os recursos que temos. Nós começamos a perceber que o Estado está dando sinais de que vai se recuperar. E eu tenho certeza de que vai se recuperar”, afirmou.

Ao ser questionado sobre a falta de auxílio do Governo Federal quanto a recursos, Mendes garantiu que “está trabalhando” e irá buscar receita dentro do Estado.

“Já vi, em tempos pretéritos, dizendo que ‘tudo depende do FEX’,  ‘tudo depende da União’. Eu faço a lição de casa, trabalho com as nossas pernas. Estou pedindo ajuda para o Governo Federal. E se ela não vier? Vou ficar aqui só justificando? Não”. 

“Vamos trabalhar, vamos arregaçar as mangas, vamos economizar, vamos buscar receita nova dentro de Mato Grosso. Esse Estado é gigante e tenho certeza que tem condição de se recuperar”, finalizou.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *