Conectado por

Polícia

Mulher toma caldo de cana batizado e acaba estuprada

Publicado por

em

Foto ilustrativa

Continua após a publicidade

Mulher de 25 anos foi estuprada pelo marido da prima, na madrugada de sábado (4), dentro de sua casa, no Centro de Porto Esperidião. Segundo ela, após beber um pouco de caldo de cana oferecido pelo suspeito, acordou de madrugada em casa com ele praticando sexo oral nela.

De acordo com as informações, a vítima estava sentada na porta de casa na tarde de sexta-feira (3), quando o suspeito passou oferecendo uma garrafa de caldo de cana, também conhecido como garapa.

Ela aceitou, tomou um pouco e percebeu que a garapa estava com um gosto forte. Depois disso, começou a se sentir mal, como se estivesse alcoolizada.

Em seguida trancou a porta de casa e foi dormir com o filho. De madrugada, acordou ao sentir alguém praticando sexo oral nela, que pensou ser seu marido. 

No entanto, percebeu que se tratava de outra pessoa, o marido de sua prima. Ela tentou gritar, mas foi impedida pelo homem, que fugiu em seguida ao ser flagrado. 

A garrafa com garapa foi entregue pela vítima da delegacia. Polícia Civil vai investigar o caso.

GAZETA DIGITAL