Conectado por

Mato Grosso

“MT tem equipamentos para enfrentar até 6 meses de pandemia”

Publicado por

em

O governador Mauro mendes (DEM) foi até o Aeroporto Marechal Rondon, na tarde desta terça-feira (26), acompanhar a chegada de equipamentos comprados da China pelo Estado.

Continua após a publicidade

Os aparelhos e equipamentos de proteção chegaram em um avião cargueiro vindo dos estados Unidos direto para Mato Grosso.

A remessa contem 120 respiradores e 215 monitores, além de macacões de proteção (40 mil), protetores faciais (5 mil), máscaras cirúrgicas (500 mil) e do tipo KN95 (50 mil).

“Nós temos respiradores, monitores, EPIs para enfrentar essa pandemia durante quatro, cinco, seis meses, se for necessário. Existe uma força-tarefa no Governo, muita gente envolvida nisso, nos apoiando para que nós possamos atender bem a população nesse momento de dificuldades”, disse Mendes.

“Nós temos aí respiradores, monitores, EPIs para enfrentar essa pandemia durante quatro, cinco, seis meses, se for necessário. Existe uma força-tarefa no Governo para que nós possamos atender bem a população

Segundo o governador, os equipamentos serão usados de modo a dar continuidade na ampliação de leitos hospitalares no Estado para atender pacientes com a Covid-19, que necessitarem de atendimento médico.

“Vamos continuar os preparativos em Mato Grosso para fazer o enfrentamento ao coronavírus. Com esses equipamentos, teremos condições de ampliar mais UTIs por todo o Estado, melhorar também o trabalho nos hospitais regionais”, disse.

“A estratégia é ampliar leitos em todo o Estado para que possamos continuar tocando nossa vida, trabalhando e assegurando empregos que é muito importante para maioria dos mato-grossenses”, emendou Mendes.

Esta foi a segunda remessa de aparelhos e equipamentos de proteção hospitalares comprados pelo governo e que chegaram da China.

A primeira foi de 200 camas elétricas e cinco mil óculos de proteção, que desembarcaram em Mato Grosso no dia 28 de abril. Uma terceira remessa com mais camas hospitalares e testes Covid-19 deve chegar ao Estados nos próximos dias.

Preço de mercado

Do total de respiradores, 100 são para Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no valor de US$ 13,4 mil, cada um, que corresponde a R$ 68,4 mil, da época da compra. O valor total pago pelos aparelhos foi de R$ 6,8 milhões (US$ 1,3 milhão).

Segundo o Executivo, o preço que Mato Grosso comprou chegou a ser três vezes menor do que outros Estados gastaram para adquirir equipamentos similares, conforme auditoria da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT).

Em uma das aquisições, a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro chegou a pagar R$ 198 mil por cada respirador, o que totalizou uma compra de R$ 59,4 milhões por 300 aparelhos.

O Estado também comprou 20 ventiladores para transporte de emergência, ao custo unitário de R$ R$ 25,5 mil, o que totalizou uma compra de R$ 510,6 mil. Neste caso, a diferença chega a ser 11,1% menor, em relação a outros Estados.

Midianews