Conectado por

Mato Grosso

MT tem 13 casos confirmados de Influenza, sendo seis mortes


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

Mato Grosso já registrou seis mortes pelo vírus Influenza, sendo cinco delas por H1N1 e uma por Influenza B. Até o momento, 13 casos já foram confirmados em todo o Estado, mas 56 ainda estão sob investigação.

Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde (SES), que investigou 125 hospitalizações, que ocorreram até o dia 19 de maio. Deste montante, 56 casos são de síndrome respiratória aguda grave, que possui sintomas muito semelhantes, mas não se trata de gripe.As mortes decorrentes do vírus Influenza já confirmadas pela SES ocorreram nos municípios de Água Boa, Bom Jesus do Araguaia, Cuiabá e Várzea Grande. Apenas Cuiabá possui três mortes pela doença, sendo duas pelo vírus H1N1 e uma pela Influenza B. As demais cidades confirmaram apenas um óbito por H1N1.

Paralelo a estes dados, há ainda uma outra realidade: a dificuldade de imunização dos públicos considerados prioritários. De acordo com o governo do Estado, apenas 80 dos 141 municípios conseguiram atingir a meta de vacinar 90% do público-alvo. O Estado, como um todo, atingiu 87,74% da meta de cobertura vacinal.

Ainda restam 61 municípios que devem estender o prazo de imunização contra a doença. Cidades com grande número populacional não atingiram a meta, entre elas Sinop, que chegou a 87,33%, e Barra do Garças, que atingiu 82,56%. Já os municípios com piores índices são: Cotriguaçu (67,06%), Poxoréo (65,86%), Cocalinho (62,87%), Colniza (53,71%) e Gaúcha do Norte (42,58%).

Cuiabá
Apesar de estar na lista do governo do Estado dos municípios que não atingiram a meta até o final da campanha de vacinação, a Prefeitura de Cuiabá realizou um mutirão no último sábado (1º). Na oportunidade, segundo a administração municipal, todas as doses da vacina foram aplicadas e a meta foi atingida.

“No dia 1º de junho (sábado), foi realizado o mutirão de atualização do cartão do SUS em todos os Postos e Centro de Saúde e, onde ainda haviam doses da vacina contra a Influenza, as pessoas dos grupos prioritários ainda puderam se vacinar. Com isso, a meta da vacinação foi atingida e todas as vacinas que o Ministério da Saúde enviou para Cuiabá acabaram”, diz trecho da nota enviada pela Secretaria Municipal de Cuiabá.

Rondonópolis
Apesar de não registrar mortes confirmadas por Influenza, Rondonópolis teve três óbitos na semana passada que estão sob investigação da SES. O mais recente, ocorreu na quinta-feira (30) e teve como vítima um homem de 44 anos, que estava internado no Hospital Regional.

Na quarta-feira (29), uma mulher, também de 44 anos, morreu na Santa Casa do município com sintomas semelhantes aos de H1N1. Por fim, um idoso de 64 anos faleceu na UPA, também com sintomas parecidos ao da gripe.

Continuidade
O Ministério da Saúde informou que, a partir desta segunda-feira (3), as vacinas para gripe estão liberadas para todos os públicos. No entanto, a SES informou que os municípios mato-grossenses que não atingiram a meta devem priorizar a vacinação dos grupos de maior risco, entre eles idosos, gestantes e mulheres de até 45 dias após o parto, crianças de até cinco anos de idade, trabalhadores da saúde, povos indígenas, pessoas com doenças crônicas ou imunidade baixa, entre outros.

De acordo com o Ministério da Saúde, no país, quase 80% do público prioritário foi vacinado, o que representa 47,5 milhões de pessoas até a última sexta-feira (31), quando terminou a campanha nacional.

Sintomas
Os sintomas mais comuns da doença são: febre acima dos 38°C, dor nas articulações, tosse seca, dor de garganta, dor de cabeça, calafrios e fadiga.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 19 =

Publicidade
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento