Conectado por

Tecnologia

MPDFT alerta: Cuidado com carregadores públicos de smartphones

Publicado por

em

Continua após a publicidade

Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) emitiu um alerta à sociedade bastante preocupante, em tempos de conexão ininterrupta. De acordo com o órgão, proprietários de smartphones e tablets não devem usar carregadores USB “oferecidos por estabelecimentos comerciais ou totens de recarga localizados em aeroportos, portos, rodoviárias e estações ferroviárias e metroviárias no Brasil ou no exterior”.

Segundo a Unidade Especial de Proteção de Dados e Inteligência Artificial (Espec), criminosos têm a oportunidade de aproveitar as falhas de segurança nesses terminais públicos de recarga para instalar programas maliciosos — os malware — e vírus nos dispositivos das vítimas. O objetivo é conseguir informações pessoais e bancárias dos cidadãos.

É uma técnica conhecida como juice jacking. Há recomendações parecidas de órgãos similares, como a Procuradoria do Condado de Los Angeles e a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos.

A Espec também aponta para riscos à privacidade. Os invasores, ao obterem informações, fotos, vídeos ou qualquer outro documento, têm a chance de chantagear e extorquir as vítimas.

Confira as recomendações do MPDFT:

  • Usar baterias portáteis, também conhecidas como carregadores portáteis
  • Conectar o celular ou o tablet diretamente na tomada, com uso de cabo de alimentação de energia
  • Em último caso, na impossibilidade de seguir as recomendações 1 e 2, desligar o aparelho para evitar tráfego de dados durante a recarga usando conectores USB

FONTE:METROPOLES