Conectado por

Polícia

MP do Paraguai aponta dois homens suspeitos pela morte de brasileira


Compartilhe:

Publicado por

em

A jovem Erika de Lima Corte foi achada com 16 tiros no corpo.

Ministério Público do Paraguai passou a investigar dois suspeitos pela morte da estudante de medicina Erika de Lima Corte, 29 anos, encontrada com 16 marcas de tiro na região do tórax e pescoço, na madrugada desta segunda-feira (20). As investigações apontam que a jovem, que era solteira e não estava em um relacionamento sério, teria encontrado com dois homens na noite de ontem, um por volta das 20h, e outro, das 22h30. As informações são do G1. 

O MP busca saber se, depois do encontro, algum deles entrou na casa de Erika.

Apesar de ter sido registrado como homicídio doloso, o comissário Flamino Quintero, chefe do departamento de investigação da polícia do Paraguai, não descarta a hipótese de crime passional. Ela foi achada pela companheira de casa, Milena Oliveira, que acionou à polícia ao chegar ao imóvel e ver a amiga de faculdade sem vida.

O caso ainda não é tratado como feminicídio no país porque a lei foi aprovada em dezembro de 2017 parcialmente e integralmente há poucos meses.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *