Conectado por

Mato Grosso

Moradores improvisam ponte de madeira para atravessar após margens de córrego ceder em Várzea Grande (MT)


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

moradores do Bairro Jardim Paula II, em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, improvisaram uma ponte de madeira após as margens do Córrego Traíra ceder. Segundo a prefeitura do município, deve ser realizada uma drenagem e canalização do córrego durante a obra de duplicação da Avenida Filinto Müller.

Segundo o morador Josefino Alves de Assunção, a margem do córrego tinha cerca de 30 metros e após ceder levou parte dos muros da residência.

“Esse córrego tem 30 metros. Primeiro, caiu parte do muro e, depois, ele foi cedendo”, disse.

O professor Admilson Mário Assunção explicou que o único acesso à cidade era por esse trecho onde a ponte caiu e que, após as margens do córrego ceder, o único acesso seria através da Avenida Filinto Muller, que passa por obras de duplicação.

“O nosso único acesso seria pela Filinto Muller e agora está com obras de duplicação e estamos praticamente ilhados”, afirmou.

Margens do córrego têm lixo e mato (Foto: TVCA/ Reprodução)

Margens do córrego têm lixo e mato (Foto: TVCA/ Reprodução)

Os moradores pedem que a prefeitura construa uma ponte ligando uma margem do córrego à outra. Para atravessar o córrego, eles construíram uma ponte improvisada de madeira.

De acordo com os moradores, o problema já vem desde 2012 e, além do desmoronamento, o córrego acumula muito lixo e durante as chuvas há alagamentos.

A Prefeitura de Várzea Grande informou que a drenagem e canalização do Córrego Traíra deve ser realizado durante as obras de duplicação da Avenida Filinto Müller.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − cinco =

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento