Conectado por
Governo de Rondônia

Mato Grosso

Moradores improvisam ponte de madeira para atravessar após margens de córrego ceder em Várzea Grande (MT)

Publicado por

em


Continua após a publicidade

moradores do Bairro Jardim Paula II, em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, improvisaram uma ponte de madeira após as margens do Córrego Traíra ceder. Segundo a prefeitura do município, deve ser realizada uma drenagem e canalização do córrego durante a obra de duplicação da Avenida Filinto Müller.

Segundo o morador Josefino Alves de Assunção, a margem do córrego tinha cerca de 30 metros e após ceder levou parte dos muros da residência.

“Esse córrego tem 30 metros. Primeiro, caiu parte do muro e, depois, ele foi cedendo”, disse.

O professor Admilson Mário Assunção explicou que o único acesso à cidade era por esse trecho onde a ponte caiu e que, após as margens do córrego ceder, o único acesso seria através da Avenida Filinto Muller, que passa por obras de duplicação.

“O nosso único acesso seria pela Filinto Muller e agora está com obras de duplicação e estamos praticamente ilhados”, afirmou.

Margens do córrego têm lixo e mato (Foto: TVCA/ Reprodução)

Margens do córrego têm lixo e mato (Foto: TVCA/ Reprodução)

Os moradores pedem que a prefeitura construa uma ponte ligando uma margem do córrego à outra. Para atravessar o córrego, eles construíram uma ponte improvisada de madeira.

De acordo com os moradores, o problema já vem desde 2012 e, além do desmoronamento, o córrego acumula muito lixo e durante as chuvas há alagamentos.

A Prefeitura de Várzea Grande informou que a drenagem e canalização do Córrego Traíra deve ser realizado durante as obras de duplicação da Avenida Filinto Müller.