Conectado por

Justiça

Ministério da justiça pede inquérito contra Folha de são Paulo após artigo que pede morte do presidente; enquanto isso o silêncio do STF e Congresso


Compartilhe:

Publicado por

em

O ministro da justiça, André Mendonça, determinou à PF, acertadamente, inquérito contra o “jornal” Folha de são Paulo após publicação do artigo “por que torço para que Bolsonaro morra” do pseudojornalista Hélio schwartsman. Para o ministro o jornal infringiu a lei de Segurança Nacional.

E fez o certo, o trabalho de um jornalista não é disseminar ódio, mas sim, defender a sociedade contra todo e qualquer discurso que venha nesse sentido. Ao defender a morte de um Chefe de Estado, o colunista feriu um dos princípios básicos de Estado Democrático de Direito. Em sua conta verificada no twitter, o ministro escreveu que “Não há direitos fundamentais absolutos. As liberdades de expressão e imprensa são direitos fundamentais.Tais direitos são limitados pela lei”.

Segundo André Mendonça, o jornal pode ser enquadrado nos artigos 31,lV; e 26 na lei de Segurança Nacional. O Twitter, que diz combater “discurso de ódio” em sua plataforma deixa, escancaradamente, mensagens ofensivas ao Presidente e seus apoiadores chegarem aos assuntos mais comentados mostrando sua seletividade. Mas quando é o contrário, que não defendo, a plataforma trata de derrubar contas e bloquear, acertadamente, as do outro lado.

O pior disso tudo é que não se lê absolutamente nenhuma nota de repúdio de ministros do STF, Câmara, Senado ou OAB. Duplo padrão!

Fonte:https://www.omadeira.com.br/2020/07/07/ministerio-da-justica-pede-inquerito-contra-folha-de-sao-paulo-apos-artigo-que-pede-morte-do-presidente-enquanto-isso-o-silencio-do-stf-e-congresso/