Conectado por

Agronegócios

Melhoramento de sementes podem auxiliar o clima


Compartilhe:

Publicado por

em

A entrega de sementes melhoradas ajudará os agricultores a se adaptarem às mudanças climáticas, sendo que, em todo o mundo, as consequências das alterações climáticas podem ser claramente observadas e a produção agrícola está em risco. Condições meteorológicas extremas, como inundações e secas, prejudicam regularmente a produção de culturas como trigo, milho, arroz ou vegetais, levando à falência agricultores e aumentando a pobreza alimentar e nutricional local, regional e global, segundo o portal AgroPages.

“Nos próximos 30 anos, o mundo deve produzir 60% a mais de alimentos, mesmo que as mudanças climáticas ameacem qualquer progresso. Isso só é possível se os pequenos agricultores do mundo tiverem acesso a variedades de sua escolha. Sementes de qualidade melhoradas podem permitir-lhes desfrutar dos benefícios e avanços que já há décadas aumentaram significativamente a produtividade nos países desenvolvidos”, disse Michael Keller, Secretário Geral da Federação Internacional de Sementes (FSI).

Através de inovações na criação de plantas, o setor de sementes está trabalhando constantemente para fornecer aos agricultores soluções que lhes permitam responder aos desafios climáticos. Os criadores de plantas de hoje desenvolveram variedades resilientes ao clima, como milho tolerante à seca e trigo resistente à ferrugem, que rendem bem apesar das condições de seca.

Inovações no melhoramento de plantas também levaram ao desenvolvimento de variedades que têm maior resistência a pragas e doenças, o que é crítico para os agricultores à medida que a pressão da doença aumenta com o aumento da temperatura. Além disso, a capacidade de cultivar culturas sob uma gama diversificada de condições climáticas e ecológicas também significa que as culturas podem ser produzidas onde são necessárias, reduzindo a necessidade de transportar produtos e, portanto, contribuindo para reduzir a pegada de carbono.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *