Conectado por

Religião

Meditações sobre o livro de Salmos (leia Salmo 4)


Compartilhe:

Publicado por

em

Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança. (Salmo 4:8).

No Salmo 3, o Senhor era a proteção do homem de ; no Salmo 4 Ele é sua porção. O homem piedoso tem a certeza de que Deus o escolheu (v. 3). Mas ainda está em um mundo no qual vaidade e falsidade imperam (v. 2), e acaba sofrendo tudo isso. “Quem nos dará a conhecer o bem?” (v. 6) é a pergunta frequente em tal mundo. Não encontraremos esse “bem” no ambiente que nos cerca, nem mesmo dentro de nós! O único bem real é o que Deus produz. Ele nos mostrou a perfeita expressão disso na vida de Seu Filho, o “Piedoso” por excelência, o Único sobre o qual de fato se pode afirmar: “Tudo ele tem feito esplendidamente bem” (Marcos 7:37).

Deus é a fonte de todo bem e também da genuína alegria. “Alegria me puseste no coração”, declara o salmista (v. 7). Tal alegria não depende da abundância de bens materiais, como o final do versículo comprova (cf. Habacuque 3:17-18). O mesmo capítulo de Filipenses que diz para nos alegrarmos sempre no Senhor, nos lembra que um crente pode ser feliz tanto nas privações, quanto na fartura (Filipenses 4:4, 12). O gozo divino pode preencher nossa alma até em meio à angústia. As circunstâncias não o afetam, porque ele provém de uma Fonte que jamais muda (Hebreus 13:8).

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento