Conectado por

Saúde

Medidas de higienização devem ser reforçadas com nova alta da Covid


Compartilhe:

Publicado por

em

Com a nova alta de casos e mortes por Covid-19 no Brasil, a Aprag (Associação dos Controladores de Vetores e Pragas Urbanas) alerta para necessidade de reforçar os protocolos específicos de sanitização e higienização. Para o vice-presidente da Aprag, Sérgio Bocalini, devem ser criadas normas para os mais diversos ambientes que apresentam condições para circulação ou aglomeração de pessoas, ainda mais num período marcado pelas festas de final de ano.

– Desta maneira, teremos como garantir a excelência no controle de microrganismos patogênicos que possam se fazer presentes e ofertar risco a saúde pública. Identificar os pontos de grande circulação e aglomeração de pessoas e propor ações efetivas para minimizar a presença do novo coronavírus nas superfícies presentes, é tarefa imprescindível neste momento – lembra Bocalini.

Além disso, o vice-presidente da Aprag alerta para um problema comum nesta época do ano: as pragas de verão. Bocalini ressalta para a necessidade de manter uma atenção maior neste momento e da importância de contar com empresas especializadas no segmento, que garantam um combate seguro e efetivo a esse tipo de evento.

– Este é um período, por conta do calor e da umidade, em que há grande aparecimento de insetos e aracnídeos. Temos uma incidência maior de baratas, principalmente as de esgoto, de moscas, pernilongos e formigas – destaca o vice-presidente da Aprag.

O trabalho das controladoras de vetores e pragas urbana é fundamental e obrigatório em alguns seguimentos para mantê-los livres pragas que poderiam ofertar diversos riscos à saúde.

– O momento é crítico, mas com envolvimento e dedicação de todas as partes, poderemos contribuir para evitar uma crise maior em nosso sistema de saúde – afirma Bocalini.
Assessoria