Conectado por

Mato Grosso

Mato Grosso tem crescimento de mais de 15% na arrecadação de ICMS no primeiro semestre

Publicado por

em

Mesmo com a pandemia da Covid-19 fazendo  comércio ter perdas e fechamentos constantes, Mato Grosso teve um crescimento de 15,17% na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nos primeiros seis meses deste ano.

Continua após a publicidade

As informações da Federação das Associação de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite) foram ao ar em um levantamento feito pela CNN Brasil. Mato Grosso lidera o ranking entre os seus vizinhos federativos que tiveram alta no recolhimento de impostos durante a pandemia. Os demais mantiveram arrecadação “estável” ou tiveram queda na receita.

No painel, além de Mato Grosso, que ocupa o topo da lista, aparecem os Estados do Mato Grosso do Sul (5,56%), Roraima (4,44%), Pará (2,92%), Amazonas (2,32%) e Rondônia (0,43). Todos os demais arrecadaram, em média, 18% a menos com o imposto.

O levantamento vai na contramão do apresentado pelo secretário de Fazenda Rogério Gallo (DEM), que já apontou mais de R$ 30 milhões de perdas, que ultrapassam 15% do que seria ganho se estivéssemos em um período normal.

Dados que foram divulgados pelo Conselho de Política Fazendária (Confaz) durante reunião da Comissão Especial Mista da Covid-19, também mostraram que Mato Grosso foi o único a registrar aumento da receita, com crescimento de 4% no segundo trimestre deste ano, comparado ao mesmo período do ano passado.

 De acordo com o levantamento, a arrecadação de ICMS superou a R$ 3,2 bilhões entre abril, maio e junho deste ano. O incremento foi de R$ 128 milhões em relação a 2019.

OlharDireto