Conectado por

Mato Grosso

Mato Grosso-Após imunizar segurança, Estado vai priorizar profissionais da educação


Compartilhe:

Publicado por

em

Após a vacinação de profissionais da segurança pública, governador Mauro Mendes (DEM) permitiu que seja reservado o percentual de até 10% das doses de vacinas contra Covid-19 para trabalhadores da educação das redes pública e privada.

A decisão foi comunicada pelo chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, em reunião com os secretários de Saúde, Gilberto Figueiredo (Saúde), e da Educação, Alan Porto, na manhã desta segunda (12).

Mauro Carvalho informou que 10% das vacina deverão ser reservadas

“Fizemos um ofício para a Secretaria de Estado Saúde e estamos solicitando que, após a vacinação dos profissionais das forças de segurança, que também sejam imunizados os da educação, tanto da rede pública como da rede privada de ensino”, revelou o secretário em entrevista à rádio Vila Real FM.

Mesmo com a imunização dos profissionais, o Governo do Estado ainda deve segurar o retorno das aulas presenciais até que especialistas deem ao aval sobre o assunto. O governador já sinalizou que não vai sancionar, ao menos agora, o Projeto de Lei que tramita na Assembleia prevendo a inclusão de instituições de ensino como serviços essenciais o que possibilitaria a reabertura das escolas para receber os alunos em sala de aula.

Entre os argumentos do governador, reforçados pelo chefe da Casa Civil, está o fato do risco de contaminação entre alunos o que pode agravar a situação de disseminação do vírus que já fez mais de 8,4 mil vítimas no estado. Além da lentidão na disposnibilizaçaõ de vacinas pelo Governo Federal, causa preocupação o fato de crianças e jovens abaixo de 18 anos ainda não podem receber as vacinas que não foram testadas para a faixa etária.

Rdnews.com.br