Conectado por

Elza Amorim Carvalho

Máscaras, um disfarce do mal – Por Elza Amorim Carvalho

Publicado por

em

Será que não irá surgir uma Autoridade de bom senso para impedir que a população seja sacrificada?
Será que não existe um Político que não esteja preocupado com o seu cargo, com a sua posição, com seus lucros, com o que a mídia podre vai falar, e se preocupe com a saúde das pessoas, com as vidas humanas?
Será que ninguém consegue enxergar a loucura que está acontecendo?
Pessoas obesas, pessoas com marcapasso, pessoas com renites, e com outras doenças graves tendo os seus anos de vida reduzidos por não está renovando o ar de seus pulmões.
Meu Deus, que barbárie é está?
Quanta falta de coerência, que cegueira é está que envolveu a humanidade?
Como um pedaço de pano acumulador de bactérias pode proteger alguém de uma pandemia que dizem ser tão grave? Que engano miserável é este?
Que persuasão venenosa adentrou a mente das pessoas, ao ponto delas aceitarem seguir no corredor da morte e  pensarem que estão sendo protegidas.
Tenho que admitir, Usar Máscara, Isolamento Social, Lockdown, foi um belo e sarcástico plano das trevas, abraçado por homens ordinários para afetar a humanidade..conseguiram.
Isto é o que eu chamo de toque de mestre, pois, todos curvaram-se.
É ridículo demais ver o povo amordaçado, andando ofegante nas ruas, debaixo de um calor de quase 40 Graus e ainda acham que estão se cuidando. Que loucura!
Quanto retrocesso, não tem coesa alguma.
Eu fico perplexa com tamanha insensatez.
Estas máscaras jamais serão proteção, e sim, uma pobre mas astuta arma que vai destruír muita gente.
A população não percebe que está caminhando para um genocídio, disfarçado.
Não usem estas malditas máscaras!
Isto é o sinal de que o inimigo estar por detrás para destruír muito mais vidas com infecções respiratória do que a pandemia em si.
E fez que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, lhes fosse posto um sinal na mão direita, ou na fronte, para que ninguém pudesse comprar ou vender, senão aquele que tivesse o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Apocalipse 13:16-17
Pra Elza Amorim Carvalho
# redes sociais