Conectado por

Direto de Brasília

Marcos Rogério se reúne com Ministério da Economia e debate regularização de nove bairros de Porto Velho


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

A regularização fundiária de nove bairros tradicionais e periféricos de Porto Velho (RO) está próxima de virar realidade. Atendendo a um pedido da administração municipal, o vice-líder do Governo no Congresso e senador por Rondônia, Marcos Rogério (DEM-RO), intermediou uma reunião, nesta terça-feira (3/8), com membros do Ministério da Economia a fim de debater a situação dos bairros de Arigolândia, Caiari, Triângulo, Baixa da União, Centro, Nova Esperança, Lagoa Azul, Terra Prometida e Planalto – todos ainda atrelados à União. Segundo o senador Marcos Rogério, a condição dessas regiões acaba gerando insegurança jurídica para os moradores, impossibilitando, assim, o próprio município de resolver o caso já que as terras ainda pertencem ao Governo Federal.

A expectativa é de que a regularização fundiária dos nove bairros de Porto Velho beneficie 7.460 famílias rondonienses. Entre 2017 e 2020, cerca de 11 mil lotes foram regularizados na capital. A meta é que, entre 2021 e 2024, esse número chegue a 40 mil. “Famílias esperam por esse benefício há muitos anos visto que temos bairros que existem há dez anos, mas também outros que foram criados há 50 anos. Essa regularização faz justiça a milhares de pessoas que dedicaram suas vidas ao crescimento do município”, destacou Marcos Rogério.

Ainda de acordo com o senador, no que depender dele, a entrega dos títulos aos moradores desses bairros poderá ocorrer ainda em 2021. Durante a reunião, o parlamentar garantiu que acompanhará o caso de perto e trabalhará para fazer justiça ao povo de Porto Velho. “Vamos conversar com o Governo Federal, pedir reuniões nos Ministérios. Faremos todo o possível para entregar a Porto Velho a posse desses bairros que fazem parte da história do nosso estado”, complementou o líder do Democratas.

Além de Marcos Rogério, participaram da reunião no Ministério da Economia o secretário de Coordenação e Governança do Patrimônio da União, Bruno Schettini; o superintendente do Patrimônio da União, João Nogueira; o secretário municipal de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo, Edemir Monteiro Brasil Neto; e o adjunto Gustavo Nobre De Azevedo, além do deputado estadual Alan Queiroz.

Assessoria
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Publicidade
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento