Conectado por
Governo de Rondônia

Porto Velho

Mais de 80 estabelecimentos são vistoriados em Porto Velho durante operação que fiscaliza normas sanitárias

Publicado por

em

Três equipes de autoridades percorreram todo o perímetro urbano da capital e vistoriaram 84 estabelecimentos comerciais


Continua após a publicidade

Mais de 80 estabelecimentos comerciais foram vistoriados durante a Operação Restrição, na noite de terça-feira (16), em Porto Velho. O objetivo da ação foi checar se as empresas estavam seguindo as normas sanitárias existentes no decreto de combate ao coronavírus.

As três equipes de autoridades percorreram todo o perímetro urbano da capital e vistoriaram 84 estabelecimentos comerciais, sendo que destes, 82 estavam sem funcionamento (e respeitando o atual decreto).

Porém, um dos estabelecimentos estava aberto ao público e recebeu orientação sobre o procedimento de atendimento aos clientes durante vigência do Isolamento Social Restritivo. Uma segunda empresa foi notificada por descumprir as regulamentações de controle sanitário.

No atual decreto, está proibido a circulação de pessoas em vias e espaços públicos das 21h às 6h. Já os estabelecimentos autorizados podem funcionar com 30% da capacidade de pessoas permitidas no local.

A Operação Restrição contou com efetivos do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar (PM) e Polícia Civil (PC), além da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa), em parceria com a Prefeitura de Porto Velho, através da Vigilância Sanitária.

Segundo o Corpo de Bombeiros, órgão responsável pela operação, esta foi a 16ª edição do trabalho de fiscalização realizado na capital do estado, apenas neste ano.

Ao todo, já são 20 operações desde dezembro de 2020, e o balanço do estado é o seguinte:

  • 1.075 estabelecimentos visitados em Porto Velho
  • 126 notificados por algum descumprimento de norma
  • 28 autuados
  • 35 interditados
  • 77 vistoriados
  • 86 registros de Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs)
  • 79 empresas foram orientadas sobre normas sanitárias
  • Oito estabelecimentos desativados
  • 15 registros de aglomerações
  • Duas abordagens a veículos

G1