Conectado por

Saúde

Live alerta homens sobre a detecção precoce do câncer de próstata

Publicado por

em

Urologista Dr. Renato Mariano Junior, do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), participa de live para alertar sobre diagnóstico precoce e formas de tratamento do câncer de próstata

Novembro Azul, mês de alerta para os riscos de câncer de próstata, o médico urologista do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE) Dr. Renato Mariano Júnior participa da live sobre “Diagnóstico precoce e mitos sobre o câncer de próstata”. A transmissão ao vivo acontece no dia 26 de novembro, às 11h, pelo Facebook do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) (www.facebook.com/iamspesp). A live faz parte da campanha “A Coragem do Azul Contra o Câncer de Próstata”. O HSPE realiza em média 200 cirurgias de tumor de próstata ao ano.

No Brasil, o tumor de próstata é o segundo mais afeta os homens depois do câncer de pele não-melanoma. Homens idosos são mais afetados pelo câncer de próstata. No mundo, cerca de 62% dos casos são diagnosticados em homens a partir dos 65 anos. Porém, a realização periódica dos exames de detecção do tumor deve começar aos 50 anos com o exame de sangue do Antígeno Prostático Específico (PSA) e o exame de toque retal.

Já os homens com casos de câncer de próstata entre parentes de primeiro grau devem antecipar a realização dos exames para os 45 anos. Homens negros que já possuem familiares com caso de câncer de próstata devem iniciar os exames aos 40.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) aponta que no Brasil cerca de 20% dos tumores de próstata são identificados já em estágio avançado. Uma projeção do INCA apontou que em 2020, o risco é que de a cada 100 mil homens, 63 desenvolvam a doença.

O Dr. Renato irá falar sobre os tratamentos mais adequados, estudos recentes, além de periodicidade do retorno ao médico. “É importante realizar a prevenção anual do câncer de próstata, pois com o diagnóstico precoce conseguimos elevar as chances de cura do paciente em até 90%”, explica.

Sobre o Iamspe
O Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo (Iamspe) é o sistema de saúde do servidor público estadual. Com uma rede de assistência própria e credenciada presente em mais de 100 municípios, o Iamspe oferece atendimento a 1,3 milhão de pessoas, entre funcionários públicos estaduais e seus dependentes.

São mais de duas mil opções de atendimento no Estado, incluindo hospitais, clínicas de fisioterapia, médicos e laboratórios de análises clínicas e de imagem, além de postos de atendimentos próprios no interior, os Ceamas, e o Hospital do Servidor Público Estadual, na Capital. O Iamspe é um órgão do Governo do Estado de São Paulo, vinculado à Secretaria de Projetos, Orçamento e Gestão.

ASSESSORIA