Conectado por

Mato Grosso

Levantamento aponta MT como o estado com mais feminicídios durante o período de isolamento social

Publicado por

em

Um levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública aponta Mato Grosso como o estado com o maior aumento no número de feminicídios durante o isolamento social se comparado aos seis estados pesquisados pela instituição, sendo São Paulo Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Acre e Pará.

Continua após a publicidade

Conforme os dados, divulgados nesta segunda-feira (20), em março de 2019 foram registrados dois feminicídios. Já em março deste ano foram 10 mulheres mortas, o que representa um aumento de 400%.

De acordo com o Fórum, o alto índice em março fez com que os números de feminicídio nos três primeiros meses de 2020 dobrassem se comparado a 2019.

Foram 11 mulheres mortas entre janeiro e março do ano passado e 22 no mesmo período deste ano. Desse número, quase a metade foi somente no mês de março.

Em Mato Grosso, o isolamento social foi determinado no dia 23 de março. Durante esse período, as denúncias registradas no 180 – Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – também aumentaram. Foram 95 denúncias registradas em março de 2019 e 104 no mesmo período deste ano.

Violência doméstica e estupro

Com exceção do Rio Grande do Norte, os demais estados que compõem a pesquisa apresentaram redução nos registros de ocorrência que, em geral, demandam a presença física das vítimas.

Em Mato Grosso, os registros de lesão corporal contra a mulher apresentaram queda de 21,9%, passando de 953 em março de 2019 para 744 em março de 2020.

Conforme o levantamento, as ameaças registradas caíram em 21,3%. Foram 1.811 registros em março do ano passado e 1.425 em março deste ano.

Os registros de estupro e estupro de vulnerável no primeiro mês de isolamento social parecem seguir a mesma tendência verificada nos registros de agressão em decorrência de violência doméstica.

Mato Grosso apresentou uma redução de 25,6%. De acordo com o fórum, 39 estupros foram registrados em março de 2019. Já no mês passado, houve 29 ocorrências de estupro no estado.

G1