Conectado por

Polícia

Jornalista é executado com tiros na cabeça dentro de carro

Publicado por

em

O jornalista Edney Menezes, de 44 anos, foi morto a tiros na noite deste domingo (15.11), em Peixoto de Azevedo (691 km de Cuiabá). A vítima foi morta por dois homens que estavam em uma motocicleta e foi atingida por pelo menos três disparos na cabeça. Os suspeitos estão foragidos e a polícia investiga a motivação do crime.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o assassinato foi registrado por volta de 22h30, no centro da cidade. Polícia Militar encontrou o corpo de Edney dentro de seu carro, com três marcas de tiro na cabeça.

Testemunhas não souberam informar como ocorreu o homicídio. Investigadores da Polícia Civil solicitaram imagens de câmeras de segurança de estabelecimentos próximos, em que foi possível visualizar uma motocicleta, com duas pessoas, vindo na contramão da avenida e parando próximo do veículo da vítima. Momento em que o suspeito que estava na garupa sacou uma arma de fogo e efetuou os disparos. Os suspeitos fugiram em seguida.

Em 2019, Edney registrou uma ocorrência por ameaça, alegando que dividia casa com algumas pessoas e que um dos moradores exigiu que ele fosse embora da residência, pois estava cansado da bagunça. No registro, o jornalista disse que temia por sua vida, já que o suspeito da ameaça era usuário de drogas.

Edney era natural do Pará e atuou como repórter na TV Miragem, afiliada da Record TV. Atualmente estava trabalhando na campanha eleitoral de Maurício Ferreira (PSDB), que foi reeleito ao cargo de prefeito nas eleições disputadas neste domingo.

A Polícia Civil não confirma que algumas destas situações possam ter motivado o crime e que o caso está em investigação. Os suspeitos estão sendo procurados pela polícia.

PNBONLINE