Conectado por

Esporte

Jorge Jesus é procurado por portugueses, mas Flamengo mantém “gelo no sangue” por renovação

Publicado por

em

Um a um, os reforços do Flamengo foram anunciados para alegria da torcida e agito das redes sociais. Teve o dia do fico de Gabigol, a renovação em ‘oto patamar’ de Bruno Henrique, a extensão do vínculo de Arão, entre outras boas notícias. Mas a pergunta que povoa o imaginário rubro-negro é: e Jesus?

Continua após a publicidade
<

O contrato de Jorge Jesus se encerra no fim de maio. Já houve sinalizações de ambas as partes, mas ainda com um caminho de negociações pela frente – que deve começar a engrenar na próxima semana. Pontos como se o novo compromisso será até o fim da atual temporada, ou extensão até o Mundial de 2021, além das condições caso receba propostas do exterior, multa, reajustes, premiações e outros poréns.

– Tem contrato até maio e vamos tratar disso antes. Estamos esperançosos. Igual ao Gabigol, sabíamos que se resolveria. Vai acontecer na hora certa. Se tem uma pessoa que menos fala comigo sobre renovação é o próprio Jorge – disse o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, em conversa com jornalistas na sexta-feira.

Jorge Jesus no Ninho do Urubu — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Jorge Jesus no Ninho do Urubu — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Propostas de clubes portugueses

O estilo “gelo no sangue” que virou marca registrada de Braz– com o diretor Bruno Spindel – serve para encarar as propostas que o clube tem conhecimento que o treinador recebeu, três delas vindas de Portugal. Da China também chegou interesse.

Porto, Benfica e Sporting demonstraram vontade e apresentaram valores para ter Jorge Jesus no comando. Das três, a proposta mais polpuda foi a do Porto, time que o técnico nunca comandou e que chegou a acender o alerta vermelho no Flamengo. Porém a situação de momento é considerada controlada.

Na ordem, a segunda melhor oferta em termos financeiros foi do Sporting, seguida da do Benfica, clube pelo qual o técnico nutre um valor sentimental.

Jesus trabalhou por mais de 20 anos em Portugal e treinou Benfica, Sporting, Braga, Belenenses, União Leiria e Vitória de Setúbal, entre outros

Em entrevista ao jornal português Correio da Manhã no fim do ano passado, Jesus chegou a comentar sobre um possível retorno a Portugal, onde considera ter as portas abertas e disse que um dia voltará – dependendo das condições a serem oferecidas.

Na última segunda-feira, em entrevista coletiva no Ninho do Urubu, Jesus comentou sobre sua situação e que houve um interesse exposto há alguns meses e que a partir de agora novas conversas estão programadas. Em seu desembarque no Rio de Janeiro, após as férias, afirmou que não haveria problema para a renovação.

– Nós, antes de partimos para a decisão do Brasileirão, faltando uma rodada, eu, Marcos (Braz) e Bruno (Spindel) falamos, com o conhecimento do presidente. Falaram comigo abertamente. Disseram que estavam interessados no meu trabalho, eu fiquei satisfeito, por reconhecerem, mas também disse a eles que ficou combinado que só seria definido depois do Mundial. Estava convicto. Hoje é meu primeiro dia, a partir daqui vamos conversar.

FONTE:G1