Conectado por

Geral

Janaina diz que governador tenta tirar foco de grampos ilegais ao acusar Família Riva


Compartilhe:

Publicado por

em

A líder da oposição, deputada estadual Janaina Riva (MDB) acusa o governador Pedro Taques (PSDB) de tentar tirar o foco da CPI dos Grampos ao cobrar investigação sobre suposto “rombo causado pela família Riva” na Assembleia. A cobrança foi feita pelo tucano, nesta terça (7), durante visita ao Grupo

Ocorre que o pai de Janaina, José Riva comandou a Assembleia por duas décadas. Quando deixou a vida pública em 2014, enquadrado na Lei da Ficha Limpa, foi acusado de comandar diversos esquemas de corrupção e chegou a ser preso.

Resultado de imagem para deputada estadual Janaina Riva e jose riva

O requerimento para instalação da CPI dos Grampos, que conta com 10 assinaturas, foi apresentado  hoje. O objetivo é investigar a chamada grampolândia pantaneira, que segundo depoimento do cabo da PM, Gerson Correa, à Justiça, o governador e seu primo e ex-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, foram responsáveis pela instalação de escutas telefônicas clandestinas ainda no processo eleitoral de 2014.

Janaina esclarece  que, em março de 2017, lançou um desafio ao governador para que ele  liberasse a base governista para assinar a CPI do MT Prev, cujo objetivo era investigar o rombo da previdência em Mato Grosso. Em troca,  prometeu  propor uma CPI para investigar os últimos 22 anos de gestão na Assembleia, inclusive convocando o próprio pai José Riva para depor.

 Segundo Janaina, Taques não se  manifestou porque toda a base na Assembleia era composta justamente pelos mesmos deputados que fizeram parte Mesa Diretora junto com seu pai. Por isso, respondem criminalmente pelos mesmos supostos desvios. “Aliás o desafio continua de pé mas, dessa vez, quero que ao invés da CPI do MT Prev, ele deixe de interferir no processo para investigar o primo preso  por desvios no Detran e pelos grampos ilegais”, afirmou Janaina se referindo a Paulo Taques.